Mais funcionais do que estéticos, os móveis de televisão são, inevitavelmente, uma peça central na sala de estar. Mais ou menos personalizados, reunimos uma seleção para todo o tipo de gostos. Inspire-se!

Sendo um elemento mais funcional que serve, acima de tudo, para nos entreter, a televisão não é considerada, na sua essência, um elemento estético. Ainda assim, (quase sempre) ocupa um lugar de destaque nas salas de estar.

Os móveis e outras composições, executadas à medida, ou os próprios suportes próprios para pendurar a televisão na parede permitem integrá-la das mais diversas formas possíveis. Há quem prefira executar uma solução à medida a pensar num determinado local, existe quem prefira inseri-las entre nichos ou prateleiras, abertas ou fechadas, ou mesinhas que permitam acrescentar outro tipo de gadgets como o DVD, consolas de jogos, box de internet ou sistema de som. O importante é que os fios passam por trás, não ficando à mostra.

De aparadores baixos ou pequenos móveis com prateleiras as opções podem também variar entre acabamentos em madeira, metal, vidro, lacados, com linhas mais minimalistas ou escandinava, para citar alguns exemplos. Não é mandatório, mas se tiver receio de arriscar mantenha-se  fiel ao restante estilo da sala.

Componente estética à parte, convém ter em atenção alguns detalhes:

– Comece por medir a televisão de forma a garantir que a mesma cabe no móvel, contemplando cerca de 2/5cm, de ambos os lados, assegurando a circulação de ar em torno da própria televisão.

– Verifique quais as indicações em termos de peso (da tv) recomendado.

– Não se recomenda que a televisão fique mais baixa do que um metro de altura.

– Por fim, garanta a distância recomendada entre a televisão e o sofá. Televisões de 26’’ recomenda-se uma distância entre 1m a 2m; 32’’ entre 1,20m a 2,40m; de 40’’  1,5m a 3m, para ilustrar alguns exemplos.

Veja a selecção que reunimos para si. Boas inspirações!