Eray / Carbajo, o premiado estúdio de arquitetura e design, uniu-se ao Open Style Lab, uma organização sem fins lucrativos que lidera uma incubadora de design inclusiva com a missão de democratizar o estilo, para lançar o ADA: o primeiro protótipo de um corpo humano sustentável, sem género ou raça.

“Uma em cada cinco pessoas no mundo está identificada como sendo portadora de uma deficiência”, diz Christina Mallon-Michalove, membro do conselho e CMO do Open Style Lab. “A maioria das empresas negligencia amplamente este mercado inexplorado – principalmente a indústria da moda, pois há mais linhas de roupas para cães do que para pessoas com deficiência”.

O primeiro protótipo do ADA molda-se em diferentes posturas e movimentos que imitam utilizadores de cadeiras de rodas, amputados de braços e pernas e indivíduos com curvatura na parte superior das costas, normalmente causada por envelhecimento, lesão ou doença.

“Criar diferentes tipos de ‘corpos’ com movimento e montagem flexíveis foi essencial para a implementação prática em lojas e exposições”, disse Inanc Eray, arquiteto e parceiro da Eray / Carbajo. “Também era importante usar a madeira em vez do plástico para destacar a necessidade da indústria da moda de se tornar mais sustentável”.

As iterações futuras da ADA esforçar-se-ão para incluir uma ampla variedade de posições e movimentos. A OSL e a E / C estão atualmente à procura de parceiros que possam permitir a implementação em larga escala e que apoiem os seus esforços para uma maior inclusão e sustentabilidade na indústria da moda.