Divisões com formatos irregulares, paredes a terminar em triângulo e ausência de linhas retas. Quem já viu este filme sabe da dificuldade de decorar um espaço destes! Revelamos os melhores truques para dar a volta a este inconveniente.

Fotografia: Mariana Orsi  

Nem sempre ‘herdamos’ o imóvel com a planta mais desejada. Em arquitetura de interiores as linhas bem definidas, que favorecem o formato quadrado ou retangular, são inegavelmente mais fáceis para decorar. Contudo, existem determinados truques que podem ser usados de forma a contornar a limitação de paredes que não são paralelas.

CAUSAS

Podem ser as mais diversas e é difícil enumerá-las todas, ainda assim, na origem das mais comuns está o terreno onde o imóvel foi construído, assim como, a irreverência do próprio projeto de arquitetura que, poderá, ter formatos menos convencionais.

ORGANIZAÇÃO EM QUADRADO

Efetivamente, a ausência de linhas retas dificulta a tarefa de encostar móveis, sobretudo se o formato das paredes terminar de forma triangular. Um bom truque passa ‘disfarçar’ este inconveniente é distribuir o mobiliário de forma reta, quadrada ou retangular, desvia a atenção das características irregulares da casa.

Este projeto assinado pela arquiteta Karen Pisacane é um bom exemplo disso mesmo.

Ao distribuir os sofás e restante mobiliário de uma forma que favorece o quadrado quase que ignoramos o formato irregular da sala (visível sobretudo se nos fixarmos no teto que melhor denuncia o formato da sala).

Optar pela organização que melhor favorece o quadrado, distribuindo o mobiliário com ângulos a 90º, é uma ótima forma de equilibrar o espaço.

No caso concreto, a especialista optou por integrar as varandas e ampliar os espaços. O resultado é uma habitação espaçosa e atemporal.

MOBILIÁRIO COM FORMATO ORGÂNICO

Na sala assinada por Karen Pisacane vemos também que o sofá colocado entre a sala e a extensão para a varanda, é curvo e abraça a divisão, a sua forma é mais orgânica e capta a nossa atenção desviando-a da viga aparente no teto.

Karen Pisacane optou por ‘recuperar’ a lareira que anteriormente estava fechada e também usou (e abusou sem receios!) dos painéis de lâmina de Carvalho americano – uma folha da Orlean que pode ser aplicada diretamente nas paredes como se de um papel de parede se tratasse.

USAR PEÇAS CHAVE

Recorrer a determinados elementos que chamam a nossa atenção desviando-nos daquele ângulo torto é outro dos truques mais utilizados para ocultar vãos ou espaços vazios.

PLANTAS, SEMPRE

As plantas são outro truque ótimo. Além de fazerem toda a diferença em qualquer sala de estar e preencher áreas vazias, disfarçam os espaços irregulares, como é o caso deste (re)canto na varanda.

TAPETES COM RECORTES

Todos os materiais desta habitação são claros, naturais e aconchegantes. E, apesar de não ser visível neste projeto não resistimos a deixar uma dica adicional: Decorar com tapetes com recortes de acordo com o desenho das paredes.

Nos quartos a arquiteta procurou incluir as varandas, embutindo as persianas para ganhar mais luminosidade. Foi criada inclusivamente na varanda contígua ao master bedroom, um banco e área de meditação.