Há quem considere o branco “desenxabido”, e há quem o considere sedutor e acolhedor. Uma coisa é certa, combina com todas as cores e permite trabalhar qualquer estilo de decoração.

Fotografia:  alvhem

O apartamento sueco que lhe mostramos, de mood calmo, sofisticado e elegante, tem uma tela em branco como pano de fundo, com detalhes apenas em cinzento, verde e latão.

Uma das maiores vantagens da cor branca é, sem dúvida, a facilidade de combinação com outras cores, mas também a grande possibilidade e facilidade de personalização de cada casa.

Nesta sala, profundamente suave em termos de tonalidades, manteve-se grande coerência  em termos de materiais e acabamentos. O conforto da madeira não podia deixar de estar presente, assim como os tons cinza que ganham interesse através das sombras criadas pela generosa iluminação que entra pelas janelas de sacada.

Cada objeto e acessório decorativo foi cuidadosamente seleccionado e tem espaço próprio. Respira e deixa respirar.

A imponente mesa de jantar tulipa, com tampo em mármore, combina com cadeiras pretas marcando o caráter desta sala.

Daqui piscamos o olho ao quarto, contíguo e do qual destacamos o original candeeiro suspenso, fazendo lembrar um grande chapéu de chuva aberto. Tudo nos mesmos tons, apenas com um irresistível rosa velho suave ao centro da cama.

De uma forma geral, o branco é já um clássico que poucos dispensam sobretudo nas cozinhas. Mantém a  ideia de um ambiente agradável, funcional e higiénico. Com o plus de ser versátil e intemporal. Os detalhes surgem facilmente em materiais e revestimentos como a bancada de mármore ou os puxadores de armários e gavetas, como podemos ver na imagem.

A cor pode ainda surgir em objetos do quotidiano, como a tábua de corte em madeira, uma torradeira ou chaleira retro, ou simplesmente em acessórios decorativos potenciando uma decoração muito mais interessante. Destacamos que as várias formas de arte são complementares e bem vindas, enriquecendo qualquer divisão, como é o caso do quadro com o pato na parede da cozinha.

Os cortinados em tecido são outro elemento surpreendente desta cozinha e permitem que este espaço deixe de ser apenas uma espécie de laboratório, passando a ser uma divisão quente, onde apetece estar, a qualquer hora do dia o da noite. A iluminação e as cadeiras tipicamente de jantar ajudam a fazer desta ‘tela em branco’ um espaço muito mais acolhedor!