São eles que tornam as nossas casas consideravelmente mais confortáveis. Transmitem-nos relaxamento e conforto, além de nos inspirarem e cativarem. Descubra porque são muito mais valiosos do que se possa, à partida, imaginar.

Fotografia: elineengen

Revestem as nossas casas e têm formas e origens diversificadas. Falamos de almofadas, tapetes, cortinados, colchas e lençóis. São imensos itens, e ainda mais se contarmos com mantas ou abajures personalizados, para citar apenas alguns exemplos. A casa que partilhamos é um bom exemplo do peso que os têxteis têm, independentemente de nos identificarmos ou não com o estilo em questão.

Não raras vezes, precisamos de uma lufada de ar fresco e de uma renovação na estética das nossas casas mas, naturalmente, que alterarmos todo o mobiliário seria um custo elevado. Assim, e para uma alteração menos estrutural ou pesada na carteira, basta substituir os têxteis e toda a sua casa mudará!

CORES

Tal como na moda, a paleta de cores é importantíssima e pode ajudá-lo a definir o caminho para o restyling da sua decoração.

Começar por definir as cores a introduzir vai reduzir o leque de opções disponíveis e permitir que não se perca perante as centenas (se não milhares) de opções disponíveis no mercado. Mesmo que associe dois ou três tons a uma base neutra.

As propostas vão das cores quentes e coloridas, às tonalidades mais frias e discretas. Além destas, já se sabe que o branco reflete a luz e é sempre uma boa base para conjugar com as demais.

TENDÊNCIAS

Sabia que também os têxteis de casa seguem as tendências? Tal como na passerelle todos os anos os designers das marcas de tecidos lançam as suas novidades que, habitualmente, se estendem aos papeis de parede!

TEMA

Há que escolher um tema: Dos mais ousados aos mais discretos. Motivo geométrico? Floral? Minimalista? Gosta de inovar ou tem medo de arriscar? Tem algum tema predilecto na sua vida? Prefere conteúdos mais abrangentes e abstratos? E de animais, gosta? Este é sempre um tema intemporal, que nunca passa de moda, e particularmente procurado para decorar quartos de crianças.

TEXTURAS

Os tecidos estão longe de terem o mesmo toque. Existem grandes diferenças entre si, as suas texturas, grau de resistência e suavidade irão, naturalmente, contar no seu custo final.

O algodão, a pele, a lã, o linho, a seda ou os sintéticos causam sensações distintas e enquadram-se em ambientes diferentes entre si. Mas em decoração nada é assim tão rígido, pelo que a nossa sugestão é que arrisque ao misturá-los!

Os tecidos têm uma certa responsabilidade nas sensações que sentimos ao entrar num espaço. O seu universo é abrangente e arrebatador e representa maior importância do que habitualmente lhe atribuímos.