O design do equipamento desportivo sustenta a simplicidade, luminosidade e integração do Centro Aquático de Beloeil, no Canadá, no bairro onde se insere.

Fotografia: David Boyer

A arquitetura, o design de interiores, e o paisagístico, projetados pelo coletivo Lemay para um moderno centro aquático numa comunidade a sudoeste de Montreal provam que o design criterioso pode elevar projetos com orçamentos modestos e integrar-se nas paisagens mais pastorais.
 

A cidade de Beloeil, Canadá, é definida pelas dramáticas falésias do Monte Saint-Hilaire, o rio Richelieu e as terras agrícolas. Inaugurado em maio de 2019, o novo centro aquático oferece uma forte resposta arquitetónica a este ambiente único.
Foi nosso objetivo maximizar estratégias de design delicadas e diferenciadas para aproveitar ao máximo essa oportunidade de construção da comunidade”, disse Pierre E. Leclerc, sócio e diretor de projeto da Lemay.


Uma caixa de vidro luminosa e translúcida numa base preta compreende o volume simples do edifício, de duas formas geométricas distintas e complementares, com elementos que ecoam a união do céu, da água e da planície.

Suave e brilhante durante o dia, à noite, a caixa de luz revela a profundidade da sua estrutura e a natureza da atividade que ocorre no interior. Um sistema de persianas acústicas verticais atua como um difusor de luz natural e artificial, acentuando a impressão de vibrações dentro e fora do envelope da piscina.
 

Pela simplicidade da sua forma e construção, o projeto reflete a dualidade do quotidiano e do excecional: o encontro geométrico entre opacidade e transparência, a escuridão da base e a leveza dos corpos d’água oferecem ricas vibrações de texturas e variações na forma arquitetónica. Essas variações formais são reveladas à distância e na abordagem do edifício através dos ritmos dos transeuntes, ciclistas ou motoristas.
 

“A abordagem de ‘design-build’ do projeto e as restrições de custo criaram um contexto desafiante para a excelência, mas conseguimos criar uma presença integrada que ecoa um ambiente contrastante”, Andrew King, sócio e diretor de design da Lemay.
 


Os interiores são inundados de luz e a fachada sudeste está diretamente alinhada com o eixo do Mont Saint-Hilaire, para que os usuários possam nadar, tomar banho ou deslizar enquanto mantêm contacto com a montanha. A nova presença une o tecido da comunidade e a paisagem bucólica: um sólido preto contínuo emergindo do chão, atraindo usuários de todas as idades para convergir.

SOBRE LEMAY

Fundado em 1957 como coletivo de arquitetura, Lemay é um provedor líder de serviços de design integrados para o ambiente construído. A sua abordagem única que combina criatividade, capacidade de grande empresa e oferta de serviços transdisciplinares dão vida às aspirações dos clientes, criando valor sustentável para usutilizadores e comunidades em todo o mundo. O compromisso da empresa com a excelência em design, apoiado em mais de 350 prémios e distinções, também se traduz no Lemay Lab, um instrumento de pesquisa e inovação em todos os aspetos do design. Lemay reúne cerca de 450 profissionais, conquistando o ranking mundial de 45º maior (2020 World Architecture 100).