Revelam-se aos poucos mas podemos avançar já que se manifestam em tons suaves. Em simultâneo, também veremos algumas cores ousadas, embora com associações mais complexas.

Fotografia de destaque: Victor Affaro

A presença da cor nas nossas casas vai evoluindo de acordo com as nossas necessidades. Após um período mais minimal, em 2022 as cores andarão de mãos dadas com a natureza que veio (definitivamente) para ficar. Descubra estas e outras tendências que a consultora e especialista em cores da Dulux Valentine – Catherine Filoche e Pauline Glaizal, gerente da Made in Design, revelaram em entrevista à Coté Maison.

CORES SUAVES

Talvez provocado pela enorme tensão do último ano e meio, para Filoche, há agora  “Um desejo profundo de suavidade”. Depois de outra forte tendência que foi a das cores escuras, os ambientes querem-se mais suaves e menos contrastantes.

LIGAÇÕES COMPLEXAS

“As associações de cores surgirão também mais trabalhadas, num casamento ousado entre tons neutros e cores criadas a partir da mistura de tonalidades distintas. A decoração revelará um jogo de sombras e luz através das cores”, acrescenta.

TOQUES DE CAMEL

Trata-se de uma tonalidade repleta de personalidade e que permanece atual. “Muito marcado pelos anos 1960 pelo seu aspeto masculino e até âmbar, é uma cor quente e extravagante que combina perfeitamente com tons neutros como o off-white ou as matérias-primas”, refere a especialista.

VERDE E AZUL SUAVE

Surgem como alusão à natureza, são a eterna inspiração que permanece atual e presente nos interiores. Os azuis são suaves e os verdes naturais e delicados. Associadas a padrões e tons terra, preferencialmente.

SURGIMENTO DE CORES ÁCIDAS

Aqui e ali vamo-nos afastando do wabi-sabi… “Observando os desfiles de Jacquemus, Prada Homme ou Isabel Marant Homme, encontramos uma verdadeira explosão de cores brilhantes, quase néon, como o rosa fúcsia, o verde ácido, o amarelo limão, o vermelho carmim e o azul celeste”, nota Pauline Glaizal.

TUR SUR TON

Uma conjugação em alta. As diferentes tonalidades surgem com uma variação infinita de acordo com uma única e harmoniosa cor. “Há muito trabalho nas tonalidades: numa mesma família de cores, elas vão trazer muitas subtilezas com tons diversos”, refere Catherine Filoche.

O EXÓTICO AMARELO

“Queremos manter a energia do verão no outono, tais como o tom do bambu”, diz Dulux Valentine. Alegre e carregado de boas energias, o amarelo funcionará na sua totalidade ou em detalhes!

VERMELHO? SÓ SE FOR BORDEAUX

Para a especialista Catherine Filoche: “À parte de certas referências como o vermelho vivo ou o vermelho bordeaux, quase históricos, os tons de vermelho tenderão a desaparecer”.

PALETA DE BEGES PERMANECE ESSENCIAL

Quentes mas sem serem imponentes. “A paleta bege e nude também permanecerá em vigor em 2022”, confirmou Catherine Filoche. Inspirado em cosméticos com toneladas muito naturais, terracotas claras, o bege é tingido levemente com rosa, de forma muito sutil”, conclui.

O CINZENTO… SEMPRE DISCRETO

O cinza tem sempre interesse para Catherine Filoche: “Permanece uma paleta interessante para realçar certas cores. Cinza claro ou cinza azul, a aparência ainda está trabalhada. Vamos manter um olho atento para um cinzento de tons claros mas sempre tingido por toques de cor.”