Um projeto que vem provar que o Wabi Sabi pode ser sofisticado mesmo com a exclusividade dos materiais naturais.

Fotografia: Sergey Makhno Architects

Inspirado na natureza circundante e na serenidade que evoca, o pequeno apartamento de 50 m2 localizado em Kiev, Ucrânia, é fortemente influenciado pela filosofia japonesa, chamada Wabi Sabi. Sabia que este ‘estado de espírito japonês’ foi a tendência de decoração mais popular de 2018?

O projeto foi assinado pela Sergey Makhno Architects num exercício de contrastes onde o interior relaxante contrasta com a agitação da cidade.

Todas as paredes foram acabadas com argila, o que provoca uma certa irregularidade intencional. O facto de não ser lisa provoca a exata sensação pretendida.

‘Apreciamos a filosofia Wabi Sabi e consideramos as coisas imperfeitas como beleza. Este apartamento mostra a irregularidade natural e calma, o amor por materiais e pelas formas naturais”, afirmou ao modern architect magazine, Sergey Makhno o fundador do atelier de arquitetura ucraniana.

A área total é de 50 m2 e o principal objetivo foi criar um open space o mais generoso possível. A casa de banho foi movida para a varanda e elevada a um pódio. Desta forma, os designers conseguiram espaço para o guarda-roupa.

Apesar de parecer bastante natural e rústico, o apartamento está equipado com comodidades de alta tecnologia e que garantem uma vida confortável ao morador. É uma espécie de bungalow natural desde a madeira, ao barro, ou linho.

As soluções de iluminação foram executadas à mão o que representa uma importante característica de todos os projetos dos arquitetos Sergey Makhno. O objetivo é a constante busca pela simplicidade e harmonia com a natureza característica do Wabi Sabi. Como resultado, para a iluminação foram utilizados materiais não processados.

Uma lâmpada de cobre azulado lembra um fluxo, enquanto uma flor de madeira ilumina uma zona sobre uma mesa de jantar. Do trio de iluminação ‘Guarda-chuvas’ perto da cama para uma banheira de cerâmica e iluminando ‘Nuvens’ sobre ela.

O destaque principal no seu interior está assente nas texturas. O antigo, desgastado e imperfeito aqui presente vem demonstrar amor por todas as coisas que os wabi sabitas defendem.