Uma família que redefiniu o seu estilo de vida e, consequentemente, a sua casa: Home office com vista para a praia, espaços sociais a pensar na integração do seu filho pequeno e a imprescindível sapateira no hall, são apenas algumas das ‘novas’ características.

Fotografia: @luizaschreier.archphoto

O projeto assinado pelo arquiteto Gustavo Hadler teve como premissa o contacto mais estreito com o meio ambiente exterior. Logo, a existência de uma varanda com vista desafogada revelou-se fundamental.

Esta ligação à natureza surge de forma subtil e inesperada, desde logo no hall de entrada, através do painel colorido que tem como intenção trazer o verde para o interior com algum bom humor, numa espécie de boas-vindas, a obra foi assinada pelo artista gaúcho Gordo Muswieck.

A versatilidade da habitação no que diz respeito a permitir a participação e o convívio social diário do filho do casal, sem conferir à sala uma estética infantil era outra das necessidades. Para isso, o arquiteto incorporou no projeto móveis que se transformam: um banco com caixotes para guardar brinquedos, um aparador que rapidamente passa a mesa de desenhos e todo o mobiliário sem arestas pontiagudas e macios, de forma a que a criança circule livremente.

Uma das características mais interessantes do projeto foi a forma encontrada de segmentar a sala de jantar na sala de estar, sem perder a integração. Para isso, foi utilizado o “efeito de caixa” de madeira para gerar uma sensação de conforto e aquecer os espaços.

Apercebendo-se da ligação do casal ao desporto – ambos praticantes de triatlo – o arquiteto considerou pertinente criar uma atmosfera jovial. A bicicleta foi assim integrada de forma natural, uma vez que possui um grande valor afetivo para o proprietário (pertenceu ao seu irmão), representando hoje um símbolo para o casal já que o casal se conheceu durante a prática do triatlo. De forma a conferir-lhe uma identidade aproximada à de ‘obra de arte’, emoldurámo-la dentro do boiserie, com iluminação indireta nas laterais.

A cor de fundo foi sendo definida durante a conversa com o casal, a proprietária tem verdadeira adoração pelo azul, e para melhor integrá-lo com outras cores utilizamos o cinza Crômio da Suvinil j´que se trata de uma tonalidade sofisticada e neutra simultaneamente.

Já as pinceladas de verde acontecem não apenas no hall de entrada, mas também na varanda com as suas almofadas de folhagens, ao jardim vertical natural da BolsaViva e até no teto da casa de banho, forrado a papel de parede.