Fotografia: José Manuel Ferrão Produção: Amparo Santa-Clara Texto: Marta Lucena

Passar de uma habitação com grandes áreas para um apartamento pode exigir algumas manobras e ferramentas engenhosas. Foi isso que Marta Lucena fez, nesta nova casa.

Quando vendemos a casa onde vivíamos em Lisboa, e enquanto procuramos uma definitiva, este apartamento, que encontrámos no Estoril, pareceu-nos uma boa solução. 


Apesar de ser bastante mais pequeno do que a casa onde vivemos durante dois anos, acabamos por nos habituar quando os metros quadrados encolhem! Como estava a ser renovado, pudemos escolher alguns acabamentos, que são simples, claros e neutros, de maneira a facilitar várias hipóteses de decoração e mais tarde transformar este apartamento numa habitação fácil de arrendar. 

Foi o caso do chão flutuante em carvalho fumado, o cinzento claro escolhido para todas as paredes e o pavimento/revestimento cerâmico a imitar mármore, da casa de banho do quarto principal. 


A cozinha Ikea tem uma cor mais forte e original, exatamente para que assumisse um papel de “menos cozinha”, já que está integrada na sala.


O apartamento tem uma tipologia fácil e contemporânea, o que permite uma vida bastante prática. Com 3 quartos suítes e uma sala e cozinha totalmente abertas, em plano aberto, passámos a estar em casa mais juntos. 
É um apartamento vivido, sem espaços perdidos.


Como decoradora, e desta vez da minha própria casa, gosto acima de tudo de criar ambientes com alma e de fazer misturas. Aqui, mais uma vez, combinei várias peças que fomos juntando ao longo dos anos, com outras herdadas e algumas mandadas fazer à medida. 


Gosto de espaços confortáveis, mas sempre estéticos, onde me sinta bem. Neste caso, como sabíamos ser uma situação provisória, tentei não sobrecarregar as divisões.

Na sala, fiquei feliz quando percebi que conseguia encaixar duas grandes estantes e um sofá da Botaca, feito por medida e ainda um móvel antigo Biedermeier que tenho há muitos anos.

Peças que nada têm a ver umas com as outras, mas que ajudam a provocar um fator surpresa, o que considero um complemento essencial em qualquer decoração e projeto.