Um casamento entre poesia espacial, a ciência da construção e as bpas memórias de um lugar.

Fotografia: Rory Gardiner / Segundo a memória descritiva dos arquitetos

Concluído em 2020, o projeto desta casa, pelo coletivo Of Possible, enfrenta a paisagem rural de Sheffield, Massachusetts, de terras agrícolas ativas e colinas arborizadas de Berkshires, a dez minutos de Great Barrington. A área é definida pelo deserto dos Apalaches e pelas históricas cidades coloniais.

A região montanhosa Berkshires tem sido o lar de lendários colecionadores de arte folclórica, comerciantes de antiguidades, artesãos e artistas e farm-to-table chefs, caso de Dan Barber e da herdade da sua família, Blue Hill.
O cliente cresceu na propriedade, numa antiga casa colonial reconstruída várias vezes ao longo dos anos pelos seus pais. Mas hoje, a casa de dois andares original não se adequava ao desejo de viver ativamente a sua reforma. A antiga casa foi salva e transferida para a irmã mais nova, numa colina próxima.

Os clientes procuravam uma nova arquitetura que abraçasse as memórias da casa original, no local, as memórias da juventude, incluindo um pomar de maçãs, um celeiro e um curral, um longo quintal e jardins, o sul, o pantanal e a ravina, a norte e uma grande árvore cuja copa parece um dossel, a oeste.


A ambição da nova casa deu origem a um design contemporâneo, num aceno à arquitetura vernacular local. A casa foi projetada para enquadrar os espaços de memória. Cada janela e porta é uma grande moldura de vidro do chão ao teto, com vista para esses espaços exteriores. Olhar pelas grandes janelas de vidro e pelos generosos terraços exteriores cobertos cria espaços para novas memórias à medida que se vão retirando do mundo do trabalho, e são frequentemente acompanhados pelos seus filhos, sobrinhas e sobrinhos, netos e amigos.

A cozinha (para um grande chef) ancora a grande sala. A cozinha foi projetada de acordo com os padrões exatos do cliente que estudou na Academia de Artes Culinárias da Suíça. Uma grande adega de raiz funciona como uma despensa passiva para a extensa coleção de vinhos. A casa foi concebida como um pavilhão, de só um andar, exposto na paisagem. Os materiais foram selecionados localmente e todo o detalhe é inspirado no artesanato intemporal da construção tradicional de Nova Inglaterra.



A casa foi projetada e construída de acordo com os padrões da Passive House, usando os mais avançados princípios e tecnologias da ciência da construção. O resultado é uma expressão contemporânea da arquitetura rural americana que durará por gerações.

Projeto arquitetónico: Of Possible
Empreiteiro: Kent Hicks Construction Co.
Marcenaria: Alula Woodworks