Em entrevista exclusiva à Urbana, a mulher à frente da Viterbo Interior Design e da loja Cabinet of Curiosities revela-nos a sua paixão de longa data pela cor… e pela especialista Farrow & Ball

Conhecida pelas suas tintas ricamente pigmentadas e o papel de parede de fabrico artesanal, a FARROW&BALL (Dorset, UK) é hoje um nome ‘obrigatório’ nas nossas casas – e, se não, pelo menos é-o na nossa lista de ‘must-have-very-soon’. Além disso, é uma opção ecologicamente consciente para os espaços, residenciais ou outros. Aqui estão muitas razões por que a designer de interiores GRACINHA VITERBO e aquela empresa partilham boas relações há tantos anos.

Quando foi iniciada esta colaboração?
Conheço a marca desde a época em que vivi em Londres, durante cinco anos – entre 1995 e 2000. Como morava mesmo ao pé do showroom da Farrow&Ball, em Fulham Road, passava por lá todos os dias. Já em Portugal, comecei por trabalhar com a marca desde cedo, durante, pelo menos, onze anos. E esta colaboração mantém-se até hoje.

Broccoli Brown, F&B

O que a atrai na Farrow&Ball?

Não é só a alta qualidade das tintas mas também o fator eco friendly. Tem o melhor leque de cinzentos e brancos certos, aqueles que nunca se encontra para quem prefere neutros. E o resto das cores são chiques e escolhidas a dedo. Cada cor tem uma história. Além disso, os acabamentos são resistentes: para chão, paredes, teto, em estuque, ferro, madeira, seja no interior ou exterior. 

De quem partiu esta vontade e por que razão?

Já existia uma colaboração sólida. Mas depois de ir a umas conferências em Londres, onde o Miguel (marido) e eu ouvimos, e conhecemos, a Joah, diretora de cores da marca, no nosso regresso a Portugal, e numa conversa com a F&B Portugal, disse-lhes achar que faltava uma pessoa no nosso país que comunicasse com paixão a cor e a experiência, os valores da marca; uma expert da cor que representasse os valores da F&B em português. A resposta foi “estamos há 11 anos à espera que queira fazer isso”!, daí eu acreditar que foi mútuo, e foi na altura certa! Não podia estar mais contente com este encontro oficial entre os dois.

Uma das suas especialidades é a mistura de cores e até de padrões. Encontra nas propostas da F&B um universo de cor e de tecnologia que se adequa ao tipo de atmosferas que gosta de criar?

A Viterbo Interior Design é stockist da Farrow & Ball e os clientes podem adquirir todas as tintas e usufruir das consultorias profissionais sobre as cores certas para os seus espaços residenciais, ou profissionais, e até para móveis que queiram renovar, algo que proporcionamos na nossa loja Cabinet of Curiosities (Estoril). 

Hotel Albatroz, quarto

De que forma a Cabinet of Curiosities nos pode ajudar a colorir as casas com a F&B?

truques e dicas – e cores – que tornam um espaço muito mais interessante. Nem sempre o branco, o bege, o taupe e o cinzento favorecem um espaço. São cores seguras, sim, mas nem sempre as melhores escolhas. Aqui ajudamos os clientes a arriscar um pouco mais e a encontrar a identidade única que cada vez mais procuram. Encontro na F&B não só o universo de cores que procuro, porque estão pensadas para ser intemporais, mas também propostas em linha com as tendências, que se harmonizam e/ou complementam as coleções de tecidos correntes no mercado.
O conforto da cor num espaço é realmente tranformador para a vivência do mesmo! O toque e a textura destas tintas não tem comparação. Não conheço uma pessoa que não tenha que não se tenha mostrado surpreendido com a a qualidade e textura das tintas.
A nível de tecnologia, um dos fatores a salientar, são os 15 pigmentos que uma só cor tem – por comparação ao que as outras marcas oferecem – o que faz com que uma cor não se altere quando exposta a vários tipos de luz. Quantas vezes não pintamos as paredes e a cor muda porque a luz muda?. Dia, noite, luz natural ou luz decorativa. Com a F&B não me lembro de ver isso acontecer e essa é uma das qualidades que mais aprecio nesta marca. 


Onde podemos encontrar refletida esta colaboração nos seus projetos?

Uso Farrow & Ball em vários tipos de projetos, clássicos ou contemporâneos, em casas ou hotéis. Por exemplo, no Hotel Albatroz (Cascais), que reabriu em Junho passado, e cuja renovação ficou a cargo da Viterbo Interior Design, a Farrow & Ball tem uma presença marcante e total. Encontrei na marca o leque de azuis do oceano em dias de sol e de tempestade, de limpidez ou de nevoeiro.

gosto muito de pintar tetos, talvez porque esteja sempre de cabeça no ar a imaginar e a criar e goste de olhar para cima enquanto estou a pensar. 


No contexto residencial, encontro um conforto e textura nestas tintas que não encontro noutras. Tenho pintado pavimentos de madeira antigos para fazer uma ‘lavagem de cara’ aos mesmos, portas de casas e armários, móveis que precisam de um novo visual, paredes e até tetos – porque, aproveito para salientar, gosto muito de pintar tetos, talvez porque esteja sempre de cabeça no ar a imaginar e a criar e goste de olhar para cima enquanto estou a pensar. 

5 dicas com curadoria


Tínhamos de perguntar! Que dicas de cores dá aos leitores da Urbana? Sobretudo agora, que estamos confinados às nossas casas e seguramente com vontade de fazer algumas mudanças….


1. Por exemplo, pintar apenas a lateral das portas lá de casa como detalhe rebelde, que enche os olhos de surpresa diária;
2. No caso de crianças que gostam de cor, pintar a parte dentro das gavetas ou dos armários para quando as abrem de manhã serem invadidos de boa energia e cor que as faz sorrir.
3. Podem deixar uma parede neutra, em cinza claro ou branco, e pintar o teto ou o chão numa cor de que gostem e se integre na vossa vivência.
4. Por que não renovar algum mobiliário, ou até áreas da casa, que ‘deixamos sempre para outro dia’, como os móveis da cozinha, a área da lavandaria ou o móvel da despensa?
5. Outra dica muito ao estilo F&B é jogar com os acabamentos e na mesma parede ou espaço usar a mesma cor com dois acabamentos diferentes – metade mate para cima, incluindo teto, e metade brilho para baixo. São jogos de textura com a mesma cor.

SHOT GUN
Destas dicas há alguma que tenha usado particularmente num ambiente? Para espaços com pé direito baixo, pinte o teto e ‘dobre’ a cor uns 20/30 cm para o topo das paredes, a toda a volta do espaço. Deixe as paredes noutra cor mais neutra. Isto faz com que os espaço pareça mais alto. 

DICA DA GRACINHA
Uma das melhores coisas são as latinhas pequenas para amostra, que pode comprar e experimentar em casa antes de decidir. Temos latinhas de amostra de todas as cores. 

A SABER: CONTACTOS E DEMAIS INFORMAÇÃO ÚTIL PARA FERVEROSOS AMANTES DA COR

Segundo Gracinha Viterbo, há mais truques, ideias e possibilidades que podem ser sugeridas. A loja Cabinet of Curiosities está a funcionar e a fazer entregas em Lisboa e arredores nesta fase de quarentena. Para consultas e encomendas/entregas das tintas, os contactos são o e-email ou o tel.: 214 646 243