Em termos de arquitetura os armazéns são edifícios distinguidos pela enorme superfície que ocupam, nomeadamente no que diz respeito ao pé direito. A profusão de metros quadrados e as características arquitetónicas singulares destas construções é o que, normalmente, seduz os proprietários destes imóveis.

Reunimos alguns bons exemplos, onde os espaços abertos com as janelas grandes, de caixilharia quadriculada, as paredes em betão e escadas de ferro de armazéns puros e duros foram transformados em inesperados lofts familiares.

Começamos por esta casa que proporciona uma experiência de vida única que através da sua arquitetura incorporou contrastes harmoniosos e áreas aconchegantes. Um projeto da autoria do arquiteto e designer Laurent Guez.

Maxime Brouillet

Maxime Brouillet

Maxime Brouillet

Aqui, a passagem de eletricidade e tubagens ficaram não só propositadamente à vista, mas o ambiente industrial ainda foi intensificado pelas armaduras de ferro suspensas.

Maxime Brouillet

Maxime Brouillet

Maxime Brouillet

O próximo loft, situado em Itália, junto ao Lago Como, fotografado por Stefania Giorgi, manteve toda a estrutura original do armazém foi mantida, como janelas quadriculadas ou paredes de betão e tijolos, apenas o pavimento foi alterado para parquet natural.

A história deste espaço foi tida em conta em todo o processo de reabilitação,  motivo pelo qual, embora tenha sido adaptado a habitação, permanece em open space, sem portas ou paredes rígidas a delimitar os espaços.

Stefania Giorgi

Stefania Giorgi

Stefania Giorgi

A próxima propriedade, de 240m2, era antes um armazém e os clientes pediram ao coletivo Lim + Lu que mantivesse a crueza do espaço, transformando-o agora numa casa familiar. Escondido no lado sul da ilha de Hong Kong, e escondido entre os edifícios industriais na zona agitada da cidade.

Nirut Benjabanpot

Nirut Benjabanpot

Nos próximos 350 metros quadrados e dois andares, a ideia clássica de um loft é perceptível, mas foi reinterpretada em muitos aspetos neste projeto incrível de Philipp Buxbaum, Christian Kircher. O projeto valeu-lhe o prestigiante prémio ‘AZ 2018’ com o projeto Loft ‘Panzerhalle’, em Salzburgo, Áustria. Como as imagens demonstram, O espaço não foi apenas preservado, mas está enriquecido com qualidades completamente novas.

Tobias Colz – Smartvoll

Tobias Colz – Smartvoll

Tobias Colz – Smartvoll

Por fim, o espaço recuperado pelo Cuns Studio que conseguiu converter este espaço de 170m2 numa habitação aberta, confortável e sem fronteiras tem a chamada ‘cereja no topo do bolo’. Uma A rede suspensa projetada por uma empresa especializada em equipamentos de segurança de forma a suportar o peso de várias pessoas. O especialmente espaço foi concebido para ler e ouvir música… tarefas tão habituais em qualquer casa de família!

Hanna Dhugosz