Traços da sua história caracterizam este apartamento familiar, localizado em Lisboa.

Fotografias: João Bessone 

055

Há um sentimento de família latente na decoração desta casa. A vida quotidiana tem uma importância especial, no que toca a detalhes e pormenores da casa. É uma casa de ‘’dentro para fora’’, da família para nós.

Este projecto em Lisboa pelas mãos do arquitecto Miguel Saraiva, visou em reaproveitar o espaço interior do apartamento dando-lhe uma nova disposição, de maneira a facilitar o dia-a-dia e ligar entre alguns dos espaços, como por exemplo a sala e casa de jantar.

Em toda a casa o bom gosto na decoração reflete a personalidade descontraída e apaixonada de Mónica Campos E Sousa, dona da casa e responsável pelo projecto decorativo!

Na sala a decoração é eclética. Numa combinação de cor e texturas variadas, peças antigas de família com quadros e móveis contemporâneos o resultado foi um espaço onde a elegância não nos distrai do conforto!  A sala está organizada de forma  criar uma ligação muito importante à varanda, zona que é usada tanto no verão como no inverno, e que acaba por ser uma extensão da sala.

050

Na parede sobre o sofá o quadro de Diogo Muñoz, dá ainda mais cor e alma a este espaço, mas outros quadros como o de  Ana Mesquita,  Cristina Ataíde e alguns retratos dos antepassados pelo espanhol M. De la Cuadra, cobrem as paredes brancas.

Um ponto chave da vida desta família, é receber e por isso mesmo a ligação da sala e casa de jantar está tão bem pensada, facilitando a passagem de um espaço para outro.

A casa de jantar é um local único nesta casa, ao fundo um vinil gigante cobre a área total da prede com uma fotografia da avó de Mónica, o resultado é imponente.  ‘’Queria uma fotografia anos 50 em vinil na parede. Marilyn? Audrey? Fred ? Tenho uma adoração pela minha avó materna que para além de encantadora é moderna e bonita.  Pintei a boca a encarnado, que ainda hoje em dia usa. ‘’  O espelho e o lustre combinado com as cores a expressão de nobreza e elegância da fotografia, conferem a toda a sala um ambiente de luxo e uma marca pessoal.  ‘’ As homenagens fazem se em vida.  Hoje com 96 anos vem cá jantar todas as segundas-feiras.’’

057

Apesar de toda a casa ter uma enorme presença de cores e texturas, Mónica optou por um ambiente mais calmo e despojado no quarto. É uma zona de descanso, um espaço só do casal e por isso mesmo deve ser uma espécie de refúgio sossegado. Tons claros, luz natural e poucos objectos.

No quarto dos filhos, e porque na altura em que vieram para aqui viver ainda eram pequenos, criou se uma porta de ligação entre espaços.

Numa casa onde a família é o mais importante, todos os detalhes contam uma história, desde espelhos com muitos anos de história,  a vitrines com peças de família, a fotografias XL na parede. Ser feliz numa casa é isto, sentir se a energia quando se entra nela.