_MG_9772

Fotografias: José Manuel Ferrão

É em plena Lisboa que a designer de interiores Joana Pereira Caldas vive.

Foi à porta do seu apartamento T2 que nos recebeu com um sorriso contagiante e uma atitude espontânea.

Apresentações? Não foram necessárias, pois ela é aquilo que vemos e aquilo que a sua casa transmite, é o ‘’design da designer’’, o reflexo de uma forma de estar.

Do chão cinzento das lajes cerâmicas, às paredes brancas cal, não há canto que não tenha um pedaço de história, uma peça de arte, uma peça de design ou uma simples presença de uma pessoa criativa.

Não é um apartamento enorme, não fora disso, mas nele cabem muitos sonhos, muitos projetos e acima de tudo muita ‘’bagem’’. (será “bagagem”).

_MG_9742

Na entrada, uma compilação de quadros cobre uma parede, alguns quadros são feitos pela mãe da designer, outros pelo artista João Chichorro, outros são de antiquário; na parede oposta, uma cómoda de barco, antiga e muito bem conservada serve de mesa de entrada.

_MG_9671

Na sala e na casa de jantar que dividem o mesmo espaço, é a enorme estante desenhada pela designer que chama de imediato a atenção. ‘’

_MG_9729_TRATADA

Quando me mudei ia pondo as peças que me diziam algo nas prateleiras, à medida que as ia desempacotando, mas quando no fim olhei estava pronta, não mexi em mais nada’’ diz Joana, quase como se no seu inconsciente a composição lhe tivesse saído involuntariamente e quase mecanizada. Não é para menos, não estamos a falar de simples peças decorativas, mas sim de objetos com anos e anos de história, de fotografias de família, de livros que lhe recordam a infância, e quadros que a remetem ao passado. É provavelmente uma montra exposta e bem publica de quem é verdadeiramente. Entre variadíssimas peças, existem brinquedos da sua avó, um quadro do artista Antão, um quadro com borboletas do atelier Seiça Ramos e algumas peças antigas como a Nossa Senhora da Vista Alegre.

_MG_9712

Sobre a mesa de casa de jantar império estão os candeeiros João Lopes e as cadeiras também elas antigas, foram lacadas e forradas com tecido Barreiros e Barreiros.
Na zona da sala, sobre a mesa, esculturas antigas em bronze.

_MG_9698O arquivo comprado na Rua de São Bento dá apoio ao sofá com várias almofadas decorativas, umas Designer Guild, outras Pierre Frey às riscas. Sobre o sofá, o candeeiro ‘’living colors’’ da Philips, e candeeiros João Lopes, mantas Missoni e Burel, cinzeiros de prata Luís Ferreira e no chão o puf é feito pela designer.

Numa vitrine, coleção de miniaturas e outras peças antigas, e sobre o móvel está uma instalação feita para a Joana, pela artista Margarida Borges.

_MG_9820

No quarto, Joana decidiu fechar a sua varanda, ganhando assim mais espaço de arrumação, desenhando um armário personalizado onde consegue dividir, sapatos, vestidos, etc..

No quarto do filho, a decoração é mais jovem e descontraída, com a paleta inspirada no busto encarnado de João Bivar.

_MG_9795

A cozinha foi pensada por Joana para ser pática e clean, com mármore português, armários à medida, bons acabamentos e com eletrodomésticos que combinassem a qualidade e a estética como é o caso da Teka, Bosch e Smeg.

_MG_9787

Quem é a Joana? Veja mais aqui