De canto, de generosas dimensões, demasiado altas ou desenquadradas do layout da divisão. Estes são alguns dos principais problemas com que alguns proprietários se deparam com as janelas de suas casas. Algumas são lindas de morrer mas difíceis de decorar. Aqui ficam algumas formas de dar a volta à situação.

Fotografia de destaque: Eric Roth/photoforpress.com

São das melhores e mais importantes características arquitetónicas na construção das habitações. Permitem a entrada de luz natural, aquecem os ambientes e emolduram as divisões. Regra geral, só trazem consigo vantagens. Mas, por vezes, mesmo tendo um design de sonho revelam-se difíceis de enquadrar na decoração da casa. 

Quem não se deparou já com uma casa com estranhas localizações de janelas? Mesmo em casas de construção recente, alguns destes ‘problemas’ surgem logo na fase da conceção, nem todos os projetos de arquitetura são totalmente bem resolvidos e nascem com o desafio de superar alguns problemas de design.

Aqui ficam alguns exemplos desafiadores.

O pequeno estúdio fotografado por entrancemakleri revela uma janela incrível mas difícil de enquadrar, sobretudo pela pouca dimensão da restante da casa. A janela, além de enquadrada numa parede esconsa, com ângulo torto, apresenta ainda a forma de pentágono. Uma solução incrível do ponto de vista arquitetónico, mas que exigiu alguma perícia no enquadramento da divisão em seu redor.

Os designers de interiores Vítor Duarte e Carlos Rocha reinterpretaram este apartamento com muita arte e engenho. E tiveram a difícil tarefa de decidir de que forma assumiam a janela rasgada na improvável localização de quarto. Uma vez mais, uma parede esconsa alberga uma abertura que se assumiu rasgada de uma ponta à outra, com caixilharia contrastante. Muitas vezes, a melhor solução passa mesmo não por esconder ou atenuar, mas acentuar e destacar. Quantas vezes uma fragilidade não se torna um ponto forte?

Vasco Célio

Uma villa clássica, de madeira, do século XIX floresceu em Norrtälje, na Suécia, sem hipotecar o seu charme original. As enormes janelas quase vitorianas são o ponto alto desta habitação, embora apresente o desafio da colocação de cortinas como forma de manter uma certa privacidade e quebra de luz. A solução aqui encontrada foi assumir a individualidade de cada vão, tratado de forma independente, com varões e cortinados independentes.

Historiska Hem

Formato semelhante no projeto do Studio Stamp, embora com solução diferente. Aqui, a dupla de especialistas optou por assumir a parede preenchida por janelas, sem qualquer acessório que as disfarçasse, pelo contrário, tornou-se assumidamente no ponto atrativo da sala.

Tony Mott

Erguida no meio do século XX, a habitação de traça antiga e respeitada até aos dias de hoje, situada no bairro do Restelo, reúne peças de família, antiguidades e obras de arte. Tudo, lado a lado com a janela circular inteligentemente mantida quase na esquina da sala.

João Bessone