Fica em França, foi delineado por Reiulf Ramstad Arkitekter e pela ASP Architecture e é um novo conceito de luxo em Breitenbach.

Fotografia: Florent Michel

O 48 ° Nord Landscape Hotel é um complexo que vem reinterpretar o conceito escandinavo ‘hygge’. Conjuga natureza e arquitetura e resulta numa espécie de retiro onde os seus visitantes poderão reencontrar-se com a natureza e tirar partido do meio ambiente envolvente com o máximo respeito por ele.

Breitenbach é uma aldeia situada junto à serra dos Vosges e na região da Alsácia, fortemente empenhada numa abordagem eco responsável, um dado determinante no processo criativo de Reiulf Ramstad Arkitekter e ASP Architecture.

Mais do que um hotel, o objetivo do projeto “não era construir um hotel ‘per se’, mas criar um lugar para morar. Um habitat onde se pode vivenciar uma viagem sensorial rodeado por um ambiente natural ”, afirmam os arquitetos em entrevista ao diariodesign.com.

O seu estilo é minimalista com forte inspiração no design nórdico. A arquitetura e o design desta espaço estão ainda relacionados com a experiências gastronómicas e de bem-estar.

Cercado por árvores o hotel é composto por catorze cabanas dispersas pela encosta. Todas são são forradas com castanha local não tratada e com grandes aberturas de vidro. O projeto resulta em unidades discretas, leves e com grande respeito pela paisagem natural.

Foram construídas quatro tipologias distintas com formatos e qualidades distintas. Alguns foram construídos ao nível do solo e agrupado ao edifício principal, outros foram erguidos numa orientação vertical permitindo impressionantes vistas panorâmicas.

Os interior das cabines combinam painéis de madeira clara com armários embutidos, e tudo se incorpora no referido conceito dinamarquês ‘hygge’ no que diz respeito ao conforto e contemplação.

O edifício principal revestidos por castanha da Alsácia alberga o restaurante comum, as áreas de bem-estar e no topo a cozinha ‘Fjell’ um espaço exterior abrigado. O resultado são ambientes íntimos, acolhedores e abertos à paisagem.

Num novo século, onde as prioridades mudaram e o conceito de luxo se reajusta, as novas noções de privacidade, serenidade, comunhão com a natureza e ar puro ganharam novas definições.

O hotel disponibiliza ainda no topo de um dos ‘edifícios’ a cozinha ‘Fjell’ um espaço exterior abrigado.