Foi precisamente em tempos de confinamento social que a Nop Arquitetura aproveitou para garantir maior segurança no regresso ao trabalho.

Fotografia: Nop Arquitetura

Foi no final de Março e quase a atingir a reta final de execução de dois grandes projetos empresariais, que os jovens arquitetos do gabinete Nop arquitetura interromperam as obras de requalificação e idealizaram diversas adaptações no local de forma a potenciar maior segurança no trabalho presencial.

Não existe a receita perfeita para criar ambientes seguros em tempo de pandemia, há que avaliar o sector da própria empresa, avaliar as suas características, aferir a dimensão de cada espaço de trabalho e quantidade de funcionários que poderão influenciar uma rede inteira de famílias.

À semelhança de qualquer outro projeto de reestruturação também no contexto empresarial a ajuda de um arquiteto que garanta o bom planeamento de acordo com o protocolo da empresa, pode ser uma mais valia.

Um dos projetos que Livia Ornellas e Philippe Nunes assinaram numa das fases mais desafiantes das suas carreiras, foi a sede da Gold Energia, em São Paulo. Um escritório com 280m2, situado no Jardim Europa.

Com a pandemia, nos espaços de convivência foram aplicados pisos vinílicos ao invés das carpetes anteriormente projetadas para todos os ambientes. Também o tijolo de superfície porosa de uma das paredes, foi substituído por um revestimento cerâmico liso de forma a facilitar sua higienização.

O conceito informal reflete-se em toda a decoração, seja através do uso de cores, das opções de marcenaria ou da seleção do mobiliário.

Algumas peças foram inclusivamente inseridas como forma de lembrar o ambiente de casa, como nas zonas lounges, por exemplo. “Acho que conseguimos quebrar a sisudez típica das empresas que atuam nessas áreas, em especial no setor de finanças, e, em simultâneo, inspirar a seriedade e senso de organização em colaboradores e clientes finais”, conclui a arquiteta Lívia Ornellas.