Os quadros e molduras são bons aliados em qualquer projeto de decoração. Mas de que forma podemos tirar (maior) partido deles? Deixamos-lhe algumas dicas.

Trate-se de uma parede repleta de quadros e molduras, ou apenas com um enorme e impactante quadro, esta é, indiscutivelmente uma das formas mais eficientes de decorar paredes.

Paulo Lima

Há quem goste da simetria e organização. Outros há que preferem o chamado “caos organizado”. Cada um tem o seu ideal de composição perfeita, mas todas deverão ter em conta a decoração envolvente.

Fotos da última viagem que fez? Os primeiros desenhos do seu filho? Aquela fotografia artística que comprou no estrangeiro?

Coloridas, divertidas e com materiais alternativos ou lisas e monocromáticas. Uma boa dose de equilíbrio e não se abstrair da decoração envolvente é fundamental.

Quer para telas, fotos ou gravuras, a escolha da moldura é determinante. Comprá-las no tamanho  adequado para cada caso pode ser o segredo do sucesso.

Ingalls

Molduras com vidro são ideais para emoldurar as fotografias, gravuras ou desenhos. O motivo é simples, conservam o seu bom estado por mais tempo. De acordo com a incidência da luz nestas molduras pode solicitar um vidro antirreflexo.

Pinturas ou fotografias de grande dimensão resultam particularmente bem com molduras neutras, discretas e minimalistas. Contrariamente aos quadros clássicos que “pedem” molduras relativamente tradicionais.

Por sua vez, os de pequena dimensão resultam particularmente bem nas chamadas ‘molduras-caixa’, pela sua profundidade uma vez que dão maior destaque à imagem.

Eloisa Pardi

Imagem de destaque: Enquadrados

Gostou deste post? Deixe o seu comentário e partilhe-o nas redes sociais com as suas sugestões. O seu feedback é essencial para nós. Com a sua opinião, podemos melhorar e oferecer ainda melhor conteúdo. E não se esqueça, siga-nos no  Instagram / Facebook / Pinterest