Uma casa sem barreiras no município de Paredes, com projeto assinado pelo atelier Spaceworkers.

Fotografia: Fernando Guerra®

O projeto de arquitetura desenvolvido pelo atelier Spaceworkers, situa-se Paredes, na área metropolitana do Porto, distribuindo-se por 340m2.

Cabo da Vila é uma habitação pensada para um jovem casal que pretendia uma casa que não se assemelhasse a uma casa regular.

A aproximação da casa ao terreno deu o mote para o desenvolvimento do projeto, uma vez que o objetivo era construir uma habitação com uma forma que pudesse preencher o ‘vazio’ deixado pelo vale. Assim, nasce este volume irreverente que materializa a sua forma através de duas lajes em betão com os seus lados côncavos, deixando que entre elas se desenrole uma leve parede, de vidro e madeira. E é esta combinação que resulta num jogo de ‘cheio e vazio’ que permite que o interior se relacione com o exterior.  

Lá dentro o mood reflete o estilo de vida dos seus proprietários. O pátio central recebe moradores e visitantes e serve de organização aos espaços comuns em seu redor.

Aqui não há barreiras entre os diferentes espaços apenas uma geometria orgânica que estabelece hierarquias entre eles e que permite contacto visual mútuo.

Os arquitetos da Spaceworkers conseguiram surpreender ao desenvolver todos os espaços interiores escondidos por detrás de uma ‘parede cortina’ que rodeia o pátio central, assim como a garagem e todas as áreas de serviço.

O conceito reflete-se por toda a casa. Nas áreas comuns, o quarto principal é um espaço fluido sem portas, em que a relação estabelecida entre o closet, a casa de banho e a zona de dormir definem a sua forma. 

Os materiais são crus, no interior e no exterior, e toda a casa estabelece uma relação de harmonia com a paisagem envolvente com a qual irá envelhecer com ao longo dos anos.