A designer de moda escandinava vive em Londres e a sua habitação reflete todas as influências distintas que a inspiram.

Fotografia via The Style Files

Malene Birger fundou a sua primeira marca em 1997, a DAY Birger, e depois a By Malene Birger em 2003. Em 2017 alargou a sua criatividade a um estúdio criativo a que chamou Birger1962. Um espaço dedicado ao design, aos interiores e à arte.

Um conceito amplo e criativo dedicado a todos aqueles que desejam levar o estilo que a caracteriza para as suas casas.

O seu estilo é fundamentalmente eclético, com forte influência nas culturas árabes e africana. A sua paixão por mobiliário dos anos 70, produtos intemporais e objetos de arte também fazem parte das suas características.

A arquitetura privilegiada da sua habitação potencia, naturalmente, qualquer decoração. Os tetos altos, os enormes vão de janelas e algumas das sancas trabalhadas enriquecem o projeto.

O fundo branco com que optou ‘vestir’ as suas paredes é, indiscutivelmente, o mais recetivo a tanto contraste do ponto de vista do mobiliário. Os sofás de cabedal, castanho e pretos, fazem-se acompanhar por poltronas étnicas, executadas em madeira. A coleção de candeeiros retro têm lugar de destaque e estão rodeados artigos que vêm de várias partes do globo e reúnem em si algumas memórias da designer.

As peças de arte são uma constante, independentemente da divisão. Da sala ao escritório, e em particular nas paredes. Quadros, gravuras, fotografias e até colares étnicos.

Também na cozinha as influências são as mais variadas, embora o candeeiro não deixe enganar o “peso” dos anos 70 nesta decoração.

O quarto é outra explosão de padrões e texturas. A decoração da parede mantém a linguagem do resto da habitação, e conjuga com os candeeiros das mesinhas de cabeceira que são, por si, autênticas obras de arte, executadas com grande minúcia. Os próprios têxteis da cama refletem a sua paixão por tecidos e padrões…desta vez, aliados a um enorme conforto!