Fica na China e tornou-se um verdadeiro palácio público dedicado aos amantes de livros.

Fotografias: ikg.cc

O maior país da Ásia Oriental está a tornar-se também num dos maiores paraísos para os amantes de livros. A profusão de livrarias na China tem evoluído muito além do expectável, na sequência de uma renovação urbana e, como neste caso, com uma permanente capacidade de surpreender.

Localizada em Xi’AN, a nova livraria do YJY Maike Center, um espaço onde o design combina elementos de bibliotecas e galerias para incentivar a colaboração e a troca de ideias foi desenhada por Tomoko Ikegai da Ikg Inc.

A nostálgica associação a ambientes ligeiramente empoeirados, iluminação de baixa densidade e uma certa claustrofobia pelo amontoado de ofertas que se acumulam com o decorrer dos anos, e este tipo de espaços é cada vez mais uma imagem do passado. Em grandes cidades estes ambientes estão a mudar alinhando-se cada vez mais com o perfil do novo tipo de compradores de livros.

Uma certa atitude provocatória é cada vez mais necessária de forma a atrair uma população rodeada de estímulos atraentes. A ideia é criar uma conexão com o espaço que potencie leituras sem limites.

Estantes de 10 metros de altura criam o cenário perfeito de uma entrada verdadeiramente arrebatadora, transmitindo instantaneamente a identidade da loja. A grandiosidade do espaço é marcante e a escada aberta, em espiral, emerge do centro abre ainda caminho a outro piso. Nesta área, as luzes são feitas para parecerem folhas de papel flutuantes no teto.

Tal como nos palácios os cantos e recantos são enriquecedores, permitem ao visitante definir a sua rota e, consequentemente a experiência da sua própria visita.

A sua estética embora clássica e intimista mostra que não é preciso manter-se convencional para se manter credível e ganhar destaque neste mercado. Num mundo cada vez mais digitalizado onde cada vez mais folhear um livro é um luxo, a transformação das livrarias prova que acompanhar a ritmo do desenvolvimento.