O novo restaurante ‘efémero’ da ONA que partilha um segundo andar com uma galeria de arte, lounge e hotel abriu portas no coração do Chiado.

Fica no Largo da Trindade, em Lisboa, e promete uma experiência culinária excepcional por um período limitado de tempo. O novo conceito revisita a ideia da gastronomia ao colaborar com as novas gerações de chefs nacionais e internacionais, celebrando ingredientes locais.

Os visitantes podem contar com uma mesa redonda de 12 lugares e mais 6 lugares na mesa do Chef, dentro da cozinha. O restaurante oferece um menu de degustação de 10 momentos 5 dias por semana (de quinta à segunda-feira). Uma equipa de três jovens chefs de Lisboa, Bilbao e Rio de Janeiro criará uma experiência única para os convidados, utilizando ingredientes portugueses provenientes de uma comunidade de produtores da região de Lisboa.

Após o sucesso do primeiro projecto em Portugal, na Costa da Caparica, a equipa apostou num novo local com o objectivo de trazer uma nova experiência ao icónico Bairro do Chiado. O projeto é fruto de uma colaboração entre a ONA, The Art Gate e as curadoras de arte Leonor Carrilho e Joana Valsassina, responsáveis pelas exposições patentes no hotel. Além da galeria de arte, nas estantes do restaurante e do lounge vão estar expostos jarras com vegetais, plantas e especiarias – o que deu origem ao nome The Museum.

ONA, que significa onda em Catalão, foi criada por Luca Pronzato em 2019. O jovem francês, que trabalhou anteriormente no restaurante Noma em Copenhaga, explica o conceito, que se baseia na criatividade e efemeridade: “Estes formatos de restaurantes temporários são cada vez mais uma tendência de consumo, em que os clientes procuram experiências únicas que não vão poder repetir. Com a ONA, estamos a criar uma comunidade de chefs de culturas diferentes, produtores de alimentos e de vinho que, juntos, vão surfar esta nova onda de eventos emocionante, em vários pontos da Europa ao mesmo tempo.”

Este Pop-Up será o mais versátil de sempre, dando aos convidados a possibilidade de conhecer o restaurante, uma loja de vinhos, jantar à mesa dos chefs, tomar um cocktail no lounge e visitar uma galeria de arte contemporânea. “Criamos experiências efémeras em lugares e restaurantes inesperados. Redesenhamos os espaços, criamos uma atmosfera, criamos uma nova equipa e uma nova identidade,” afirma Pronzato.

A equipa de chefs que vale muito a pena conhecer, é composta por: Micael Duarte (ex Prado e Taberna do Mercado) Iñaki Bolumburu (ex Nerua e Noma), Mariana Schmidt (ex-Laisai e Mugaritz), e Edgar Bettencourt (ex Feitoria) é liderada por Patrícia Pombo (Project Manager & Sommelier, ex ONA at the Beach), que na sala conta com Nora Garberson (Service manager, ex ONA Basel). O menu conta também com wine pairing e cocktails, criados pela jovem mixologista, Constança Cordeiro (Toca da Raposa), feitos com ingredientes sazonais, de preferência encontrados na floresta.