O projeto está localizado no final de uma longa estrada sinuosa em Potton, no Québec, Canada e tem a assinatura do coletivo Bourgeois/Lechasseur Architects. A maioria das propriedades do bairro é composta por segundas residências, isoladas umas das outras, por uma floresta mista, de frente para o Lago Memphremagog.

Projeto: Bourgeois/Lechasseur architects; Fotografia: Adrien Williams

 

Desde a primeira reunião que os clientes referiram a sua atração pelo estilo “barnhouse“, uma influência arquitetónica que se refere aos longos edifícios agrícolas da região. Como procuravam uma segunda casa acolhedora que oferecesse uma excelente vista da natureza, o projeto passa para uma forma tradicional simples e alongada, caracterizada por uma reinterpretação contemporânea do celeiro.

Ao aproximarmo-nos, vemos duas silhuetas de formato familiar com um telhado de duas águas. A área mais pequena, em primeiro plano, abriga um loft para os convidados, a garagem do cliente e o estúdio do artista. Esta secção da residência está ligada à área principal por um túnel de vidro, o que proporciona uma transição suave cheia de luz.

A extensão da residência que pode ser descoberta enquanto caminhamos, contrasta com a impressão de uma casa compacta que pode ser vista ao chegar. O coração desta residência foi inspirado pelo desejo dos clientes de terem uma “grande sala” espaçosa, luminosa e orientada para o lago.

Esta sala central que hospeda os espaços de convivência é surpreendente. Suas duas longas fachadas de vidro que oferecem um contraste entre a vista da floresta e a vista do lago. A sala oferece muita luz natural ao longo do dia, de modo a que, literalmente, o utilizador sinta que está do lado de fora. A extensão do piso de cimento no pátio enfatiza este efeito de transparência.

O teto da catedral, coberto de madeira, confere ao local uma sensação mais suave. Uma passarela no lado oeste atravessa a sala e conduz aos quartos. A casa foi projetada para ser um local de encontro. A cozinha está ligada a uma segunda área de serviço que se conecta diretamente ao pátio coberto. No andar de cima, o quarto principal com o seu próprio pátio oferece uma vista deslumbrante.

Lá fora, o revestimento de madeira escura e o telhado de metal lembram edifícios agrícolas. Os toldos de ambos os lados da residência prolongam-se e ligam as duas áreas, sublinhando a linearidade da casa. O pátio semi-coberto marca a interface entre a paisagem e o ambiente construído. As linhas puras e o tratamento das fachadas promovem a integração na paisagem natural e construída da região.

Sobre os arquitetos Bourgeois / Lechasseur

Impulsionados pela vontade de criar projetos inovadores, em benefício do usuário, a abordagem dos arquitetos Bourgeois / Lechasseur leva a uma arquitetura contemporânea, realista e sensível, inspirada nas principais características da paisagem. A modelagem subtil de um volume lidera o processo criativo de cada edifício. Exploração e descoberta são noções primordiais na apreciação do projeto, não importa o seu tamanho. É importante não revelar tudo à primeira vista e que a arquitetura ofereça vários níveis de leitura. O elemento surpresa é essencial para a compreensão de um projeto.

bourgeoislechasseur.com/