A vegetação é tanta que o edifício se mistura com a casca das árvores mais próximas. Curiosos para descobrir esta casa que mais parece um ninho de um pássaro?

Situa-se numa escarpa ao alto de Charlevoix, no Canadá, dando a ilusão de inacessibilidade. Uma ponte anexa à casa convida os visitantes a atravessarem a paisagem através dos incríveis pinheiros centenários. Esta passagem, feita de cedro, conduz a um mirante com as primeiras vistas panorâmicas. É aqui que é sentido o primeiro grande impacto da arquitetura desta moradia, assinada por Anne Carrier, numa abordagem absolutamente eficaz e sustentável.

Já lá dentro, voltam a perceber-se as vistas soberbas para o rio St. Lawrence através da grande abertura no edifício que conduz ao quarto principal e ao alpendre coberto… É a casa e o seu ambiente bucólico!

As janelas laterais complementam a composição da vista principal, permitindo vislumbres da zona rural a noroeste da cidade de Baie-Saint-Paul. Este bloco, terminado em cedro pálido – incluindo a varanda coberta – possui grandes janelas em todo o seu perímetro, para uma luz natural  e constante durante todo o dia, em qualquer altura do ano.

Os espaços ensolarados no nível do jardim incluem quartos, uma área de estar secundária e acesso a um deck com vista para o estuário e Baie-Saint-Paul.

A intenção original era moldar o local para que os proprietários estivessem a sensação de viver dentro de uma obra de arte que mudaria de acordo com as estações do ano, o tempo e a hora do dia!

Não será, por isso de admirar que Anne Carrier seja reconhecida pela qualidade de seu trabalho, bem como pela capacidade de resolver problemas complexos com uma abordagem simples, eficaz e sustentável. A sua empresa conquistou mais de 35 prémios e distinções ao longo de seus 25 anos de história, em reconhecimento ao seu domínio de design e tecnologia de edifícios.Créditos das imagens: Maxime Brouillette