Um espaço de lazer e contemplação pensado de forma a integrar a paisagem e deixar que a natureza seja protagonista.

O projeto inovador, assinado pelo Stúdio AG, das arquitetas Amanda Castro e Giovana Giosa, tem uma estrutura leve e revestimentos que destacam a sua envolvência.

O desafio de executar em apenas dois meses um projeto no meio da natureza induziu a escolha desta construção ecológica, com cobertura em madeira laminada colada (MLC) e pilares metálicos, deixando a obra mais leve, e com menor impacto ao terreno.

Para não agredir a paisagem, a cobertura em MLC foi inserida como se estivesse apenas flutuando sobre o platô, que foi escolhido precisamente para que a construção ficasse contida na altura da ponte de acesso e das curvas de nível do terreno, para que a cobertura não extrapolasse a linha do horizonte, e estivesse inserida integralmente a natureza.

O bloco construído serve de apoio para quem usufrui do espaço e possui em sua construção as bordas arredondadas, em referência a forma orgânica do lago. O revestimento da construção é de espelho, de maneira a refletir o contexto e dar continuidade a toda paisagem que envolve a obra, como se a arquitetura fosse invisível. Uma arquitetura fluída e aberta que permeia o ambiente e ressalta a natureza.

Os painéis com telas coloridas e tons que remetem ao paisagismo em redor, podem se mover para fazer o filtro do sol nos diferentes horários do dia. Além do mais, permitem a criação de várias cenas, que além enaltecerem o ambiente, integra as pessoas nesta arquitetura voltada para a natureza.