Concluído em 2017, o projeto residencial aloja uma família de cinco pessoas onde cada um tem direito ao seu próprio espaço, sem prejuizo dos momentos de união. Além da vista para uma das praias mais famosas do mundo, em Sydney (Austrália).

Projeto: Angelo Candalepas / Fotografia: Brett Boardman / segundo a memória descritiva

A partir da movimentada Military Road, em Sydeny, esta casa revela muito pouco de si mesma. Apresenta-se como uma ‘protetora’ dos seus habitantes, mas é gentil no seu abraço, oferecendo a quem passa vislumbres delicados da sua subtileza por meio de aberturas cuidadosamente trabalhadas. Esta casa é privada, mas acolhedora.

A partir da rua, acedendo ao caminho que conduz à casa, revelam-se alguns segredos. Este caminho amplia-se para dar lugar a uma entrada de altura dupla e a uma composição em camadas de janelas.

É lá dentro que a casa transcende a sua paisagem urbana e descobre o seu cenário costeiro. O tempo gasto e a atenção deposta com cada plano de vidro para captar um momento e enquadrar uma vista foram grandes. A famosa praia Bondi a sul A cidade e o porto, a sudeste.

Apenas na segurança do jardim a casa, finalmente, se revela em pleno. O alçado poente expõe-se ao ambiente, inundando de luz a cozinha e a sala. Os beirais profundos oferecem proteção contra o sol e oferecem vistas amplas do horizonte da cidade.

O edifício afasta-se do limite norte, nas traseiras, para adicionar um volume virado a norte e o terraço e a área de estar. O plano estabelece a plataforma para as várias facetas da vida familiar.

Cada membro desta família de cinco pessoas pode habitar o seu próprio domínio e reunir-se, quando desejado e necessário, para viver em comunhão. Elementos de madeira de chão ao teto, e tetos baixos em torno do vazio de entrada do primeiro andar, dão origem a santuários privados, mas cheios de luz, para reflexão e solidão, enquanto os espaços generosos no piso térreo funcionam como o palco para a vida familiar e o convívio. Existem muitos espaços para habitar, além da sala de estar.

A colaboração com os artesãos locais, e no local, produziu alguns dos detalhes mais inesperados e refinados.

O mesmo tijolo visto no interior, colocado de face para cima e expondo as suas extrusões, pavimenta o caminho de entrada e o terraço. O design é baseado nos princípios básicos de sustentabilidade da longevidade e conforto térmico passivo.

Paredes de tijolos de pele dupla e pisos de cimento polido oferecem os benefícios da massa térmica.

Elementos operáveis, incluindo portas deslizantes, janelas e escotilhas cuidadosamente posicionadas, facilitam a ventilação cruzada.

Uma paleta simples de materiais resistentes ​​com acabamento natural garante que a casa tenha pouca manutenção e seja robusta e adequada ao ambiente costeiro, permitindo-lhe uma vida longa.

Tijolo, cimento e madeira ganham momentos de extravagância através de detalhes minuciosamente pensados e materializados.