A Flat House, em Margent Farm (Inglaterra), é uma instalação rural que desenvolve bio-plásticos com cânhamo e linho, e inovadora, no conceito, com baixo teor de carbono. A casa de três quartos foi projetada com o objetivo de prototipar construções pré-fabricadas à base de cânhamo sustentável para serem aplicadas em escalas maiores.

Fotografia: Oskar Proctor/ Projeto: Practice Architecture / segundo a memória descritiva

Trabalhando em estreita colaboração com engenheiros e especialistas em materiais, o coletivo britânico Practice Architecture desenvolveu um painel pré-fabricado preenchido com cânhamo cultivado em cerca de 4.000m2do terreno da quinta.

Os elementos foram colocados no lugar em apenas dois dias.

O projeto levou ao estabelecimento da Material Cultures, uma organização de pesquisa que explora materiais naturais no contexto da construção fora do local.

O edifício é composto por uma série de espaços interligados que fazem a transição de uma grande casa aberta com vidros simples para uma área de estar íntima, de pé-direito duplo e, de seguida, para dois andares com os quartos.

Os arquitetos e designers trabalharam em estreita colaboração com a Margent Farm para encontrar o local e desenvolver o projeto mais amplo, daí resultando a Flat House.

O novo edifício foi construído dentro do desenvolvimento permitido e ocupa a pegada de um celeiro existente. A colaboração estendeu-se à criação de um novo produto de revestimento de fibra de cânhamo que foi usado pela primeira vez no edifício.

Equipa: Paloma Gormley, Niall Gallacher
Construção, Gestão de Projetos e consultoria técnica por: Oskar Cooper Kate Mins Will Stanwix Henry Stringer Simon Keeves Jack Case
Imagens de: Oskar Proctor