Fotografia: João Bessone Produção: Amparo Santa-Clara

Uma casa onde o conforto e a estética andam de mãos dadas!

No meio da cidade de Lisboa, não é fácil encontrar casas assim. 

Não é pelos espaços amplos, ou pela maravilhosa luz que entra por qualquer lado, mas sim, por isso tudo mais o enorme privilégio de se ter um espaço exterior com uma vista destas.

Mas esta casa de família única não se faz só da vista. Faz-se da alma, do amor e dedicação que estão estampados em cada metro quadrado. Os espaços, com uma estética familiar, onde peças de família antigas se fundem com peças contemporâneas e materiais nobres, criam ambientes onde é impossível não nos sentirmos bem.

Logo à entrada, “topamos” tudo. A luz que entra pela escada abaixo rasga a entrada maioritariamente branca. Numa parede um móvel pintado de cinzento e um espelho trabalhado contrastam com um vinil colado na porta de casa. Na primeira sala, com uma luz incrível, ampliada pela imensidão de branco, a sala de jantar é o que vemos primeiro. Uma mesa de família, apimentada com uma conjugação de cadeiras diferentes e finalizada com um candeeiro contemporâneo. Mais à frente, uma sala de estar mais descontraída e familiar, onde a família passa mais tempo. Numa das paredes uma biblioteca, cheia de livros e memórias, celebra a história de família, no centro, uma salamandra de ferro, comprada numa feira de velharias. 

Na porta ao lado, ainda no mesmo piso, um corredor de madeira branca, e mais uma vez iluminado de forma quase celestial, com tapetes de peles a fazer o caminho, leva-nos até à suíte principal. A simplicidade coberta com memórias, e, mais uma vez, fotografias, momentos de família. 

Mas é lá em cima que acontece a ação!

Nas escadas brancas, iluminadas pela claraboia no teto, subimos até à sala de estar, melhor, “a” sala de estar! Ampla, com tons fortes, mas ao mesmo tempo confortável e convidativa, tem um espaço onde a família recebe e passa tempo com amigos e convidados. Uma zona de estar com um enorme sofá que grita: “senta-te” e com uma zona com lareira mais formal e muito cool. Ainda nesta zona, um pequeno bar de apoio para quando aparecem convidados!

Mas, deixámos o melhor para o fim, a vista, a tal que falávamos. Depois da sala mega, passamos à varanda, ainda melhor, ampla, com recantos e uma decoração de sonho e uma vista única. 

Família, conforto e a melhor vista de Lisboa – o que mais se pode pedir?