O ASA studio albanese traduziu a figura masculina da Thom Browne de forma tão singular que deitou por terra o cânone da moda masculina.

Fotografias: Andrew Barber

O recém inaugurado showroom da marca Thom Browne, em Londres, encaixa-se na perfeição na sofisticada Albemarle Street. A sua fachada pintada de cinzento, com janelas de aço e montras ocultas por estores venezianos, escondem os seus interiores requintados. Tratam-se de uma espécie de portais que lembram a herança clássica deste tipo de arquitetura.

O mood londrino contrasta com a modernidade canadense onde a marca também acaba de inaugurar um novo showroom cuja fachada em mármore remete para o que podemos encontrar no seu interior. Todas as paredes são revestidas por peças mármore Silk Georgette e o teto é pontilhado por quadrículas iluminadas.

O designer de moda americano Thom Browne, aproveitou a oportunidade para também apresentar algumas peças de mobiliário selecionadas, entre as quais uma bonita mesa Jacques Adnet. Elegância com toques de austeridade é o que podemos encontrar no conjunto de móveis vintage que enriquecem o espaço.

A parceria celebrada entre o estúdio ASA albanese e a marca Thom Browne New York, iniciou-se em 2017, com o objetivo de conceber e projetar as novas lojas flagship pela Europa e, também, Ásia. Um desafio estimulante para o estúdio de arquitetura que não poderia evitar uma reflexão em torno da relação entre a marca e a moda assumidamente masculina.

Para quebrar determinados ‘preconceitos’, o ASA studio albanese iniciou um estudo genealógico sobre a ideia de proporção, inspirando-se na “proporção áurea” de Leonardo e no homo vitruvianus. O resultado é uma elegância rigorosa e austera, com toques de informalidade.

Acabamentos e mobiliário ajudam à imagem da elegância sóbria que o designer pretende perpetuar nos homens que vestem as suas criações.