Um projeto arquitetónico com conceito inovador e o selo de qualidade do gabinete Berger+Parkkinen

Fotos: Daniel Hawelka

Há mais de 20 anos que os arquitetos da Berher+Parkkinen provam que é possível conciliar sustentabilidade, adaptabilidade e flexibilidade com inovação. Os novos edifícios habitacionais “Der Rosenhügel”, projetados com Christoph Lechner & Partner, localizados em entre Liesing e Hietzing, em Viena são um um exemplo disso mesmo.

Tratam-se de sete edificios com 204 apartamentos que devido à forma livre das suas casas, e à variação no número de andares e níveis de altura, oferecem uma enorme variedade de tipos de plantas diferenciadas.

As varandas circunferenciais emprestam enorme leveza às estruturas e edifícios. Ao mesmo tempo, criam espaços exteriores com orientação oeste-sudeste e oferecem privacidade dos vizinhos.

Os apartamentos têm entre 50 e 163 metros quadrados com espaços exteriores em forma de jardim, terraço ou varanda. As formas dos jardins semelhantes a torrões, ao redor das casas, criam uma variante entre espaços abertos públicos, semipúblicos e privados. E o espaço aberto no coração do complexo é um convite para os moradores se encontrarem e vivenciarem em comunidade.

O projeto está localizado nas antigas instalações dos Rosenhügel Film Studios, e têm o nome de estúdios de cinema internacionais em homenagem à natureza histórica do local.