O seu telhado, como uma grande asa, abriga uma villa branca, dramática, na floresta tropical da Costa Rica. Todos os espaços foram estrategicamente desalinhados de modo a usufruirem das vistas.

Fotógrafo: Andres Garcia Lachner / segundo a memória descritiva dos arquitetos

O Studio Saxe foi contratado para projetar uma villa no topo das colinas de Santiago, em Santa Teresa, Costa Rica. O objetivo principal não passava apenas em permitir aos moradores a ligação direta com o ambiente da floresta, mas também gerar um relacionamento íntimo com uma vista incrível da costa, que conduz os seus moradores a uma apreciação mais profunda do mundo natural.

Um grande telhado em forma de asa abriga uma série de áreas, quartos e espaços de estar, gizados de modo a observarem as vistas em destaque.

Os espaços intersticiais dentro dos volumes vivos criam lacunas que potenciam uma ligação mais profunda com a envolvente conforme nos deslocamos dentro da casa.

Cada espaço foi ‘desalinhado’ para ver o oceano, e essa torção cria uma relação geométrica entre a linha do telhado e as salas e quartos, tornando-se assim o elemento principal do design, atendendo à necessidade de grandes saliências (para melhor controle da temperatura), mas também para gerar uma ligação literal entre a visualização e todas as áreas.

Esta casa branca, no seio da mata tropical, atua como uma tela para que a luz do amanhecer e a do pôr do sol se reflicta nas suas superfícies, criando uma variedade de cores que mudam ao longo do dia. As superfícies angulares também permitem que o reflexo das sombras e as texturas da natureza sejam reproduzidas nos espaços intersticiais existentes entre as áreas de convívio.

Devido à distância do local e ao difícil acesso, o Studio Saxe decidiu criar uma estrutura de aço leve, que poderia ser pré-fabricada fora do local, trazida e montada de maneira rápida e eficaz.

Tal não apenas garantiu a qualidade da construção numa zona muito remota, como também permitiu que o processo de construção fosse simplificado e a intervenção no local fosse mínima, criando a sensação de grandes espaços abertos que permitem observar a vista e, ao mesmo tempo, são protegidos por um grande teto sustentado por vigas de aço em “I”.

FICHA TÉCNICA

Localização: Santiago, Puntarenas, Costa Rica
Data de conclusão: Janeiro 2020
Área: aproximadamente 400 m2
Equipa do projeto: Benjamin G. Saxe (designer principal)
Construtor: Sebastian Patenaude
Engenheiro estrutural: Guidi Estructurales
Fotógrafo: Andres Garcia Lachner