A villa Mandra fica em Mikonos, na Grécia, e é um projeto de 2019 assinado pela equipa do K-Studio.

Fotografia: Claus Brechenmacher e Reiner Baumann / Segundo a memória descritiva dos arquitetos

Situada na cordilheira da colina de Aleomandra, em Mikonos, mas praticamente escondida, a Villa Mandra tem vista direta para o mar e o pôr do sol sobre a ilha vizinha de Delos. A casa de férias, projetada por K-Studio, tem seis quartos e foi construída para um casal jovem e dinâmico, a pensar nos momentos de partilha com a família e amigos. A Villa Mandra celebra a vista espetacular que oferece aos seus utilizadores sem rodeios, enquadrada por um jardim emoldurado pelas paredes de pedra e o paisagismo que a protege da estrada, atrás.

A casa foi construída com a ideia de uma vida de verão lenta e descontraída, e incentiva o convívio com a família e amigos e a liberdade de existir pacificamente na natureza. A forma segue a emoção e não a função, já que todo espaço se revela uma oportunidade de descanso, reflexão e exploração.

De modo a criar uma casa que permitisse aos hóspedes usufruir do espaço exterior grande parte do dia, os arquitetos qiseram filtrar a intensidade avassaladora do clima, fornecendo sombra e proteção contra os elementos. E, embora a casa tivesse de acomodar um grande número de convidados, não se pretendia dominar a paisagem com grandes volumes.

Inspirados na humilde complexidade do vernáculo tradicional da ilha, os arquitetos reduziram a arquitetura em dois pequenos volumes, tradicionalmente caiados de branco, e um terço da pedra, escavada no local, construída em torno de uma grande área de estar no pátio, coberta por uma pérgola ampla e leve.

Este pátio é o ponto focal da casa, ligado aos volumes da sala e da cozinha, e apontado para a piscina e para os jardins. Sob o jardim da piscina, há quartos mais privados, que gozam silenciosamente da vista ininterrupta sobre o jardim inferior e o mar. A sua separação reduz ainda mais o impacto geral da casa e divide claramente o espaço social e privado.

O caráter da casa advém em boa parte da paleta de materiais tradicionais, como cal, pedra e madeira, aplicados e projetados segundo técnicas contemporâneas de modo a criar uma arquitetura não nostálgica que une património e tradição à vida contemporânea.

Paredes de pedra construídas à mão são extremamente confiantes; os volumes com extremidades redondas e renderizados tradicionalmente são planos e suaves. A pérgola de madeira de nogueira foi projetada para aumentar a sua integridade estrutural, formando uma treliça que fica levemente suspensa sobre os volumes brancos, sombreando e protegendo o grande pátio, abaixo.

Os volumes brancos, simples, as paredes retas de pedra e os planos leves da pérgola encaixam confortavelmente na paisagem das Cíclades e a eficiência de seu layout, centrada no espaço da sala do pátio, simplifica a vida quotidiana. A Villa Mandra inspira-se na tradição simples das Cíclades, enriquecida pela materialidade natural e pelo estilo de vida contemporâneo do verão.

FICHA TÉCNICA

Equipa de design: Dimitris Karampatakis, Ileana Vlassopoulou, Alexandros Zomas, Antonella Theodorakatou, Christos Papachristodoulou, Christos Spetseris
Fotografia: Claus Brechenmacher e Reiner Baumann