Projeto: Ana Sawaia Arquitetura / Fotografia: Marco Antonio / Produção: Meg Basano /segundo a memória descritiva, via archdaily.br

Neste apartamento em São Paulo, de 180 m2, para um casal com um filho, a ideia principal foi tirar partido da vista para a copa das árvores a partir do 3º andar e fazer com que a sala fosse uma grande varanda, permitindo o convívio da família num espaço único.

Para isso, foram abertos um dos quartos e a cozinha para a sala, e descascadas as vigas e pilares para revelar a estrutura.

Na cozinha, o pilar de cimento aparente recebeu uma bancada também em cimento, com forma orgânica, em equilíbrio, que divide a sala e a cozinha além de servir como um apoio para refeições.

O mobiliário é composto na sua maioria por designers brasileiros (Paulo Alves, Rodrigo Ohtake, Gustavo Bittencourt, Paulo Mendes da Rocha, Cremme e Geraldo de Barros). O piso é de granilite em placas de 1x1m, pré moldadas da Concresteel, com cimento cinza e pedrinhas brancas e pretas.

A sala recebeu um grande painel de madeira que ecoa a porta do lavabo social e a porta de acesso aos quartos. Na área do home theater, o painel avança para o teto, criando um forro de madeira que se transforma numa prateleira.

A iluminação é da Reka e o pendente da sala de jantar da Cristiana Bertolucci. A arandela da cozinha é a Light au Lait do Ingo Maurer, pela Fas.

SOBRE

Formada pela Fundação Armando Álvares Penteado, em 1999, Ana Sawaia
estagiou nos escritórios Baraúna de 1998 a 1999, Piratininga Arquitetos Associados de 1999 a 2002, colaborando com projetos do arquiteto Paulo Mendes da Rocha. À frente do seu estúdio desde 2003, desenvolve projetos comerciais, institucionais e residenciais, tendo vários dos seus projetos publicados.

O desenho sempre foi a sua maior paixão e foi através dele que buscou a arquitetura. Nascida numa família de músicos, a arte esteve sempre presente na sua vida.

“ Não acredito em receitas prontas. Cada projeto é único e sempre um desafio, ele precisa traduzir a identidade do cliente, ser atemporal e acolhedor. “