Inspirado na Glass House de Philip Johnson e na Ben Rose House do filme ‘Ferris Bueller’s Day Off’, o Pavilhão A é uma homenagem à arquitetura moderna.

Fotografia: Adrien Williams

O pavilhão de vidro, projetado Maurice Martel, acolhe uma piscina pensada para as quatro estações, funcionando como um verdadeiro oásis no coração de um jardim. Durante os longos invernos do Quebeque (Canadá), o espaço permite longas braçadas na piscina, relaxar no spa, ler à sombra de uma planta tropical ou praticar ioga enquanto contempla a natureza nevada. No verão, o pavilhão abre-se para um longo terraço de madeira, graças às grandes janelas panorâmicas numa das fachadas.

Localizada fora do pavilhão de vidro, a estrutura metálica confere ao telhado a impressão de flutuar. A estrutura externa preta contrasta com o interior claro e brilhante. As paredes de vidro deixam entrar muita luz natural e as clarabóias instaladas no teto maximizam o fornecimento de luz do teto, protegendo-o do sol do verão. O layout do interior e as plantas rasteiras ajudam a criar uma atmosfera tropical que promove o relaxamento. O desenho das grandes faixas de vegetação fornece zonas de privacidade, seja no spa, na piscina ou no deque.

No coração das linhas ortogonais do pavilhão, destaca-se a casa de banho. Premiado no âmbito da 13ª edição do Grand Prix du Design, este espaço cilíndrico combina elegantemente beleza e funcionalidade. Revestida de cedro vermelho, a coluna de relevo parece um elemento escultural no pavilhão. O caráter quente da madeira contrasta com o interior puro e brilhante do mosaico branco. Foi dada especial atenção ao mobiliário e aos detalhes de acabamento que seguem a forma arredondada ou cilíndrica, ajudando a criar um espaço singular e harmonioso. A abertura circular no teto, da qual brota uma chuva de luz natural, reforça o caráter íntimo e exótico deste ousado lavabo.

Com a sua arquitetura moderna, a transparência luminosa, o toque tropical e a casa de banho, o Pavilhão A amplia a experiência de descanso e relaxamento oferecida por este espaço dedicado ao bem-estar. O projeto paisagístico é de Vertige Paysage, Nicolas Ménard.


Sobre os arquitetos

Maurice Martel representa uma forma criativa de pensar design, materialidade, estrutura e construção na evolução da arquitetura contemporânea. Fundado em 2016, é sua missão estimular a arquitetura e o design de interiores através de obras construídas, pesquisas, exposições e textos publicados.