Fica em Chacalilla e a sua construção é totalmente artesanal, com o recursos a troncos de madeira e palmeiras. Pensada para receber, descansar e acima de tudo contemplar.

Imagens: cortesia de CoA arquitectura / estudio macias peredo

O estúdio Macias Peredo Arquitectos e CoA Arquitectura assinam o projeto desta casa de praia, num local de vistas limpas, em frente ao Oceano Pacífico. A estrutura vernacular, realizada por meio de troncos e palmeiras trabalhados à mão, foi uma imposição do projeto e uma oportunidade. Entre outras qualidades, graças à produção artesanal e o isolamento térmico, a casa permite a continuidade visual da paisagem ao elevar-se do chão graças às colunas de madeira. A sua estrutura pode ser entendida como uma enorme grelha que organiza o espaço vazio.

Imagine-se no Pacífico, voltado de frente para o mar, e perceberá que não deseja que nada possa interromper a vista da paisagem, o vislumbre do horizonte. Razão pela qual a casa não se sustenta em paredes mas é antes definida como uma estrutura habitável que se fecha ou se abre em resposta aos requisitos do programa.

As áreas sociais e o quarto principal ficam no piso no térreo e todos os espaços têm vista de mar. No superior alojam-se mais 4 quartos.
A propriedade é cercada vegetação nativa, abundante e luxuriante; há uma palmeira à entrada e uma figueira gigante que funciona como eixo principal, nesta casa configurada para se ‘desdobrar’ em várias funções.

Apesar dos terraços abertos e das vistas generosas, a casa de praia também sugere um vasto número de áreas isoladas para uso residencial privado. Todos os materiais são naturais e resistentes ao desgaste, e estabelecem um diálogo descontraído e informal com o ambiente.