Máscaras, padrões, mobiliário e acessórios em modo exótico, para uma casa com uma atmosfera tribal. Fomos às compras por si.

Redação Urbana / imagens DR

Da máscara do ceramista americano Eric Roinestad, inspirada no folclore mexicano, nos antigos vasos etruscos e no sol da Califórnia, ao tapete Peigne, pelo Atelier Février, em 80% lã dos Himalaias e 20% seda pura, feito à mão no Nepal, das novidades da loja balinesa em Lisboa, Jawa Bali às cestas coloridas que apetece levar para a praia, a nossa lista de must-haves, já aqui em baixo. Boas compras!

Pelo estúdio de Ines Bressand, mochila Tsaone – Trois Ailes, entrançado de palha e couro vegetal curtido, forro em 100% algodão, feito à mão em França, 49x35x26 cm, € 480.

À esquerda: Tecido L’Afrique, projetado para ‘Automobile’, por Studio Job, e fabricado pela empresa holandesa Vlisco. Iconografia africana tradicional ‘engolida’ por uma selva de folhagem. Edição limitada de tecido estampado, 6 metros, embalado numa caixa de colecionador de madeira feita individualmente, €175 ; À direita: Manta Bamako, da Lola & Mawu, sob consulta.

Pierre Frey, Col. Imprimés et Broderies

Da Pierre Frey, F3462001 Beau monde I, num fundo de linho sofisticado, personagens majestosas vestidas para um desfile, bordadas em tamanho real de 1,7 m. Apresentados em grupos de três , vêm em dois painéis diferentes, com 3 metros de altura. Retirado de uma obra de Noëmie Vallerand, usando uma técnica de colagem e pintura, o conjunto de silhuetas desenhadas pela artista está disponível na versão de papel de parede com a referência FP573. Procure na Barreiros&Barreiros.

Máscara, pelo ceramista americano Eric Roinestad, colhe inspiração no folclore mexicano, nos antigos vasos etruscos e no sol da Califórnia para criar a sua arte. Sob consulta em The Future Perfect.

Tapete Peigne, por Atelier Février, 80% lã dos Himalaias, 20% seda pura, feito à mão no Nepal, tempo de produção de 12 a 16 semanas, dimensões e cores customizáveis, desde €1280, The Invisible Collection.

À esquerda: Papel de parede, padrão ripado de madeira, por Piet Hein Eek, ref. TIM-04, 48,7×1000 cm, 4,9 m2, €199. À direita: Papel de parede Bamana, da Mind the Gap, padrão african style, faz parte da coleção ‘The Home of an Eccentric Man’, 3 rolos com 52×300 cm, na Pedroso&Osório.

Colar decorativo com penas e conchas, Bon Bon Fistral, €59.99, Bon Bon Fistral.

À esquerda: Cesto/vaso Bolga, da Lola & Mawu; À direita: Almofada de algodão Tribal, da Nattiot, bordada, 100% algodão, disponível com fundo bege e estampados multicoloridos, 40 cm diâmetro, Nattiot.

Quadro, €174,90, pratos decorativos (€79,90 e €44,90), na Jiwa Bali, em Lisboa.

Máscaras com base nas crenças e rituais xamânicos dos índios da América Central e do Panamá, em Ethic & Tropic, projeto de Corinne Bally.

Liberty Lounger, por Atelier Van Lieshout para a Moooi. A cadeira faz parte de um projeto de Joep van Lieshout que decidiu criar uma cadeira por mês no âmbito projeto New Tribal Labyrinth na Quarto Sala.

Rafael é fruto da nova colaboração entre Paola Navone e a Ethimo, inspirada na vida ao ar livre. A coleção de mobiliário lounge pretende ser o emblema de uma sugestão exótica, e capta a essência dos lugares mais fascinantes e das sensações mais extraordinárias. Procure na Alaire.

À esquerda: Manta Mousso, cor Indigo, uma peça vintage, feita usando uma técnica antiga de impressão de blocos. Fica lindo nas costas de um sofá ou poltrona, sobre a cama ou pendurados na parede e ainda podem ser usados como xale. Tecidos à mão e tingidos pelo povo Dogon do Mali, África Ocidental, em Lola and Mawu. Tradicionalmente usados como xales para ocasiões especiais. À direita: Da Lola & Mawu, almofadas padrão africano, feitas no Gana por uma cooperativa de mulheres, 45×45 cm.