Recorda-se dos móveis pesados de antigamente repletos de livros e enciclopédias? Foram agora substituídos por soluções mais leves e simples. Quiçá até com novas funções.

Muitas das vezes as prateleiras são consideradas logo na fase da arquitetura. Traduzem-se em elementos extremamente versáteis que vão além da própria decoração. Entre as várias possibilidades permitem, também, relevantes opções de uma nova organização. Dos corredores à cozinha, passando pelos quartos e salas.

Em espaços pequenos as prateleiras podem traduzir-se num importante elemento de decoração mas, também, de arrumação pela possibilidade que oferecem de, nos espaços “mortos” de uma habitação – como é o caso acima de portas ou janelas -, armazenar algo mais.

Sabia que existem prateleiras com  inúmeras possibilidades alternativas e menos tradicionais? Os seus formatos alternativos, a conjugação com cordas, ferro ou outros materiais para a sua suspensão fazem destas um elemento decorativo.

Aplicar prateleiras de forma direita, ou desalinhada, é também uma forma de criatividade. Podem ainda ser potenciadas com iluminação, através de fitas de leds, por exemplo

Recentemente habituámo-nos, também, a vê-las em corredores e espaços estreitos como forma de expor obras de arte ou fotografias por serem tão finas. Bem como, acima de cabeceiras de cama, atrás de sofás, em quartos infantis e até como ‘parque de diversão’ para gatos domésticos!