O Studio Zhu-Pei assina o projeto de arquitetura do Shou County Culture and Art Center, no condado de Shou. O espaço é imprevisível, e a luz e a sombra mudam continuamente para surpreender os visitantes, permitindo que eles sintam o espírito artístico da arquitetura tradicional chinesa expresso pelos princípios de “esconder, respirar, cultivar e passear”.

Fotografia: Studio Zhu-Pei

Nos tempos antigos, este foi o lar da cultura Chu e onde Liu An, rei de Huainan, editou um compêndio de filosofia chinesa antiga e compôs poesia. A cidade velha de Shou County tem uma forma ligeiramente quadrada, cercada por paredes antigas. O fosso da cidade fica a sudeste da cidade; O rio Fei ao norte; o lago Shouxi a oeste; e as montanhas Bagong podem ser vistas à distância.

Uma caminhada pelas pontes antigas, um passeio pela cidade velha ou uma exploração das relíquias antigas são pura inspiração sem limites.

As muralhas da cidade envolvem-se firmemente em torno dos prédios caóticos, dispersos e diversos, da cidade, criando uma mudança repentina na experiência do ambiente assim que o limiar é transposto.

O novo Centro de Arte e Cultura do Condado de Shou foi construído numa nova cidade a poucos quilómetros a sudeste da cidade antiga, no que costumava ser um terreno plano e vazio, sem ligação à paisagem.

Muitos dos novos edifícios altos que cercam a área não refletem a atmosfera e a cultura locais. O centro cultural quer esta ligação bem presente.

A suavidade do local parecia um pedaço de papel em branco para Zhu Pei, e oferecia todo o potencial para uma infinidade de oportunidades criativas.

Os responsáveis do governo do condado não insistiram em requisitos de design específicos, no entanto exigiam que o projeto “fosse construído rapidamente e concluído no próximo ano”.


O edifício teria de incluir uma galeria de arte, um centro cultural, biblioteca e arquivo. Os centros culturais e de arte não são novidade na China. Muitos foram construídos entre as décadas de 1950 e 1970 sob a influência da antiga União Soviética.

Atualmente, são dotados de um leque de novas possibilidades, incluindo a criação de espaço público urbano para atividades culturais. O County Culture and Art Center foi projetado para atrair as pessoas a descobri-lo e experimentá-lo; ao contrário de uma bela escultura que só pode ser vista, mas não experimentada.

Zhu Pei investigou as raízes culturais do condado de Shou, observando antigas habitações e ruínas e identificando como os ancestrais procuravam um equilíbrio entre a força primordial da natureza e a construção ativa sem as tecnologias modernas.

Os edifícios da cidade velha servem de inspiração. Os padrões de vida orientados para o interior das casas verticais com pátio e as ruas estreitas que se estendem em todas as direções que ligam as casas refletem o modo de vida local e sugerem as regras de construção para as condições climáticas locais.

Zhu Pei reimaginou essa experiência espacial, viva, para ajudar a incorporar o Centro de Arte e Cultura do Condado de Shou na comunidade local.
Múltiplos pátios, de tamanhos diferentes, foram organizados num bloco retangular relativamente fechado. São conectados por uma passagem pública ondulada, que funciona como um circuito público protegido do sol e da chuva. O circuito público guia as pessoas sobre a ponte, cruzando o fosso no edifício.

O extenso jardim em frente à entrada principal forma uma praça pública que representa o tang wu (sala central) das residências típicas do Condado de Shou, enquanto o pátio se assemelha ao quintal das casas populares locais. Cada programa do edifício possui dois ou três pátios internos. A partir do jardim da frente, os visitantes podem passear por todos os pátios internos sem interromper a continuidade dos quartos.

Caminhando ao longo do circuito público protegido, os visitantes podem encontrar-se às vezes no primeiro andar, segundo ou terceiro andar. O espaço é imprevisível, e a luz e a sombra mudam continuamente para surpreender os visitantes, permitindo que eles sintam o espírito artístico da arquitetura tradicional chinesa expresso pelos princípios de “esconder, respirar, cultivar e passear”.
O conceito introvertido do Shou County Culture and Art Center é uma escolha sensata para o futuro desenvolvimento imprevisível da área circundante. Também reflete a graça, a inclusão e a vitalidade da antiga cidade de Shou County, que resistiu ao teste do tempo.