Originalmente construída em 1978, a casa exigiu reformas significativas. Por fim, a decisão foi tomada no sentido de despir a casa e começar de novo.

Marc Cramer  (fotografia)
Os clientes, uma família jovem, queriam acabamentos modernos e atualizados, recursos de design exclusivos e um layout que promovesse o convívio ‘aberto’, com a capacidade de fechar o espaço para que os seus animais de estimação pudessem ser mantidos fora da cozinha e da sala de estar.
A escolha dos materiais do projeto teria de oferecer a garantia de durabilidade e não exigir manutenção constante.
O design da RobitailleCurtis destaca o dramático eixo vertical e horizontal da casa. No piso térreo, a lareira linear e as vistas do átrio e da cozinha terminam na nova parede da janela do jardim. O eixo vertical é destacado pela estante de livros de dupla altura e pelas ripas de madeira Douglas Fir de grão vertical.
A paleta de materiais (Douglas Fir), pisos de cimento polido e fresagem lacada a branco imprime brilho, calor, durabilidade e design minimalista e elegante. As portas embutidas, do chão ao teto, e as cortinas de malha de aço inoxidável oferecem uma separação flexível.
No nível principal, a cozinha foi realojada, movida para as parte traseira, onde agora desfruta de mais espaço aberto e luz do dia derivada da sua posição adjacente a uma parede de janela com vista para um jardim agora projetado.
Um ‘cubo’ de fresagem de grane detalhe é o principal elemento organizador da planta do piso térreo. É um elemento bem proporcionado que orienta o movimento através do espaço, pois separa a sala de estar do átrio e da cozinha. O ‘cubo’ contém duas portas de vidro ocultas que permitem fechar a sala de estar. Além disso, também esconde um armário na entrada principal da casa e esconde um WC discreto.
No nível do piso térreo e acima do átrio e da escada principal, as ripas de abeto Douglas de grão vertical oferecem vistas filtradas da casa e eliminam a necessidade de grades de proteção.
Esta madeira, pisos de cimento polido e fresagem lacada a branco harmonizam-se para criar uma paleta de materiais nítidos, limpos e quentes.
No terceiro andar, um ‘piso’ limpo foi instalado na parte superior do átrio, permitindo que o espaço vazio se transforme numa superfície muito ‘fun’, adjacente aos quartos das crianças. O uso de uma rede neste local exclui a necessidade de grades de proteção e abre a planta baixa para vistas desimpedidas de e para o terceiro andar.