Viver melhor em “apertamentos” com as sugestões da arquiteta Bianca da Hora.

A remodelação e decoração deste apartamento na zona norte do Rio de Janeiro é ideal para jovens solteiros ou recém casados, e segue uma tendência mundial que são os microapartamentos. Uma realidade cada vez mais presente nos grandes centros urbanos. Contudo, adaptar o estilo de vida aos poucas metros quadrados disponíveis é importante. “Há que adotar soluções inteligentes e escolher mobiliário adequado de forma a tornar estes casas em locais agradáveis, acolhedores, práticos e organizados”, explica Bianca.

Neste apartamento em concreto, a arquiteta apostou num layout integrado, demolindo paredes para ampliar os espaços e favorecendo a entrada de luz natural.

A zona social exerce as funções de sala de jantar, estar e TV, com móveis compactos e neutros. A paleta de cores passa pelos tons de cinza, preto, branco e madeira, criando uma unidade visual que amplia o espaço.

“Também o espelho é usado para conferir amplitude, cobrindo toda a parede atrás do sofá”, acrescenta a arquiteta. O banco encostado na parede, para compor a mesa de jantar, foi um recurso que otimizou a circulação da área.

Na cozinha, em formato de corredor, mantém a paleta de cores, sendo parcialmente aberta para sala. O mobiliário otimiza os espaços de arrumação, além da escolha de materiais que facilitam a limpeza. Uma divisória em caixilharia e vidro, separa a área de serviço sem bloquear a entrada da luz natural.

Por sua vez, no quarto, a arquiteta brinca com a profundidade da cabeceira da cama, recuada, com armários aéreos sobre ela, criando um nicho iluminado em madeira.

“O ponto alto deste apartamento é o aproveitamento dos espaços, provando que é possível viver com conforto e qualidade de vida em habitações reduzidas”, conclui a arquiteta.

fotógrafo: Juliano Colodeti