A décima segunda edição do World Architecture Festival, o maior programa de prémios de arquitetura do mundo, anunciou a sua shortlist.

Após a fundação do “Architects Declare”, um coletivo de alguns das práticas de arquitetura mais renomadas que se uniram para anunciar um estado de emergência climática, as pré-seleções do World Architecture Festival deste ano incluem projetos que demonstram como os edifícios podem desempenhar um papel importante num futuro mais sustentável.
Entre a lista restrita está um eco-aeroporto em Singapura, projetado pelo coletivo Safdie, centrado em torno de um jardim público interno de 15.000 m2, que apresenta uma cascata interna de 40 metros que cai no centro de um telhado de vidro em forma de rosca, ao lado de 3.000 árvores e 100.000 arbustos de todo o mundo.
O Dortheavej Residence do ateliê BIG-Bjarke Ingels Group acena com a bandeira de moradias modulares acessíveis e sustentáveis em Copenhaga, relevando este modo de construção emergente com elevado potencial no que toca à crise imobiliária.
Na qualidade de um dos vencedores do ano passado, o Studio Gang, ataca as preocupações ambientais a um nível volumétrico por meio do projeto ‘Solstício no parque’ – uma torre residencial de 26 andares nos EUA otimizada para desempenho ambiental através de painéis de janelas angulares inclinados para dentro a 72 graus – o ângulo preciso em que o sol atinge o horizonte de Chicago no auge do solstício de verão.
Na categoria ‘cultura’, a Biblioteca Central de Helsínquia Oodi, da ALA Architects, anuncia uma nova era do design de bibliotecas, onde as funções tradicionais  encontram as mais modernas tecnologias para criar um edifício com quase zero energia e vistas panorâmicas.
As categorias ‘Projeto Futuro: Experimental’ e ‘Projeto Futuro: Infraestrutura’ também constituem algumas entradas empolgantes e inovadoras, incluindo a proposta de um parque à beira-mar em Nova Iorque, a transformação de tanques de óleo em jardins comunitários, pelo STUDIO V Architecture, bem como a proposta para o porto de Houston, por Rogers Partners.
Arquitetos + Urbanistas.
Os principais arquitetos mundiais selecionados incluem Zaha Hadid Architects, Heatherwick Studio, Bjarke Ingels Group, Rafael Vinoly Architects, Rogers Stirk Harbor + Partners, Grimshaw e White Arkitekter. Outros coletivos de menor escala participam deste concurso. A lista restrita de 534 participantes deste ano varia de residencial a educação, infraestrutura, saúde, hospitalidade, projetos culturais / cívicos, interiores e paisagísticos em 70 países.