Na maioria das vezes olhamos para estas zonas como espaços meramente funcionais e pouco merecedores de pormenores decorativos. Mas arquiteta Barbara Kahhale mostra-nos que é possível tornar a cozinha num espaço acolhedor e cheio de pinta.

A residência distribuída por 300m2, onde assinou o projeto de arquitettura de interiores e decoração, teve como premissa a integração de ambientes para uma maior convivência entre todos os elementos da família.

Uma das formas de manter o ambiente harmonioso do apartamento foi uniformizar as paredes.  No corredor, inicia-se uma atmosfera – que nos conduzirá à cozinha (anteriormente escura e com pouca luz) -, exatamente com a mesma linguagem. Nas paredes, foi utilizado tijolo de mármore envolvendo, inclusivamente o elevador. Uma forma de unificar o espaço até o acesso a outras zonas da casa, (sauna, lounge e home theater). Aqui, a consola, os objetos decorativos, a poltrona e lanternas pousadas no chão, dão calor a uma zona de circulação, habitualmente é fria e desprovido de conforto.

Já na zona “gourmet” e, de uma forma geral, a palete de cores dos armários é neutra, permitindo assim, o merecido destaque do revestimento cerâmico a preto e  branco que cria dinamismo, ao mesmo tempo que combina com o mobiliário escolhido, em concreto mesa e cadeiras.

De um lado, o acesso ao exterior é feito de porta de vidro, do outro um painel em ripas de cumaru camufla as portas da sauna e do lavabo.

Naturalmente que a iluminação foi pensada pormenorizadamente, pensado para valorizar cada detalhe, e tornando possível a criação de cenários distintos num só espaço, acolhedor e intimista.

Outra forma de criar um dinamismo pouco habitual em cozinhas, foi a execução de uma estante com estrutura de ferro e albergando inúmeras plantas naturais.

Do mesmo apartamento, faz ainda parte este quarto principal, no qual a arquiteta Barbara Kahhale optou por uma cabeceira alta, trazendo imponência ao master bedroom.

Os tons claros e neutros foram propositadamente inseridos para que o casal se desligue da rotina agitada do trabalho e entre numa atmosfera calma, leve e tranquila assim que entrar no quarto. A iluminação direta e indireta reforça esse conceito.

Créditos das Imagens: Raul Fonseca