Zaha Hadid Architects (ZHA) redefiniu a arquitetura do século 21 com um conjunto de projetos notáveis em todo o mundo. A forma e o espaço são tecidos dentro da estrutura dos edifícios que evoluem a partir da sua envolvente e unem programas diferentes. Cada projeto combina um otimismo inabalável para o futuro com conceitos de conectividade e integração.

@zahahadidarchitects

Recebendo as mais altas homenagens de instituições cívicas, profissionais e académicas em todo o mundo, ZHA é um dos estúdios arquitetónicos mais consistentemente inovadores do mundo – e assim tem sido há quatro décadas.

 ZHA 520 W 28th Street ©Hufton+CrowEstes 40 anos de pesquisa estão inscritos em cada design. Combinando métodos inovadores de design digital com materiais ecologicamente corretos e práticas de construção sustentáveis, o estúdio não se detém sobre as partes díspares, mas trabalha para entendê-las como um todo para construir as aspirações de uma nova geração. ZHA 520 W 28th Street ©Hufton+CrowZaha Hadid explorou conceitos formais em todas as escalas: desde planos municipais e arranha-céus até peças de mobiliário, designs de produtos e joalharia. Colaborando com os mais renomados fabricantes de mobiliário e assinaturas de moda do mundo, a arquiteta criou Zaha Hadid Design em 2006.  ZHA 520 W 28th Street ©Hufton+Crow

“Os meus projetos de arquitetura e de produtos sempre estiveram ligados. Alguns dos nossos primeiros trabalhos foram projetos de produtos e de interiores. Estas peças de design são muito importantes para mim e para minha equipa. Inspiram a nossa criatividade, proporcionando uma oportunidade de expressar nossas ideias através de diferentes escalas e através de diferentes meios”, explicou Zaha Hadid durante a sua exposição retrospectiva de 2006 no Museu Guggenheim, em Nova Iorque.ZHA Unit20 ©SFrances_03A Zaha Hadid Gallery em Londres apresenta as coleções da Zaha Hadid Design, bem como exposições com foco no arquivo e pesquisa da Zaha Hadid Architects, além do trabalho de designers emergentes. A galeria também é palco de eventos, palestras e performances enraizadas na cultura contemporânea.

A partir de 8 de novembro de 2018, a Galeria Zaha Hadid apresenta uma exposição pop-up no novo espaço para a arte na 514 West 28th Street, Nova Iorque. Localizado no piso térreo do aclamado edifício residencial 520 W 28th da ZHA, em Manhattan, esta nova galeria foi desenvolvida pela Related Companies e une o seu espaço de exposição adjacente, High Line Nine.

ZHA 520 W 28th Street ©Hufton+CrowGreg Gushee, vice-presidente executivo da Related, explica: “O desenvolvimento do High Line Nine é parte do compromisso contínuo da Related Companies de preservar e reforçar o caráter cultural de West Chelsea e expandir ainda mais a vizinhança de arte e cultura em Hudson.

A exposição pop-up da Zaha Hadid Gallery, em Nova Iorque apresenta uma seleção com curadoria de obras, incluindo modelos arquitetónicos de 520 W 28th e uma série de seis “Silver Models”, representando oito projetos-chave.

ZHA Silver Model Heydar Aliyev CentreOriginalmente concebido por Hadid para a exposição “Silver Paintings” de 2005 na ROVE Gallery, Londres, estas formas escultóricas abstratas mantêm a essência da linguagem formal dos edifícios.

Várias colaborações mais recentes do projeto Zaha Hadid Design são apresentadas neste evento pop-up.

 ZHD RE FORM Royal Thai StriationO tapete Striation da nova coleção da RE / Form para a Royal Thai celebra o uso de layering em camadas de Hadid e o jogo com luz e sombra;

Capsule Collection Avia Edition_courtesy of Slamp

Os candelabros da AVIA para a Slamp incorporam a complexidade de integração com técnicas de fabrico inovadoras, sendo cada um composto por 50 elementos, intricadamente, em camadas que criam um jogo dinâmico de luz.

 Em conjunto com a galeria Ammann, Colónia, a fotografia de Hélène Binet capta a materialidade e a composição do trabalho de ZHA. Binet iniciou a sua relação com o coletivo em 1993, fotografando o primeiro prédio concluído de ZHA e continuou até hoje com imagens poderosas dos projetos mais renomados da empresa.

ZHA_Lapella_01A cadeira Lapella também faz parte desta exposição. Um projeto de pesquisa que investiga a estrutura e a tectónica sensível à produção, Lapella reinterpreta a icónica poltrona 1963 de Hans J. Wegner usando ferramentas de pedra contemporâneas e compósitos de fibra de carbono nm novo processo de produção patenteado.

01_ZHA_H-line_photo by Luke HayesDesenvolvido pelo ZHCODE – grupo de pesquisa de computação e design de ZHA – Lapella continua a experimentação contínua do estúdio em novos métodos inovadores de projeto e construção para gerar geometrias definidas pela utilização de material leve e desempenho estrutural.

Esta abordagem de investigação é evidente em cada um dos trabalhos apresentados no pop-up de Nova Iorque; Demonstrando a metodologia colaborativa do estúdio, liderada por pesquisas, onde projetos de móveis e produtos são inter-relacionados em escala arquitetónica, com a pesquisa e experimentação de novos materiais e tecnologias de fabrico.

A exposição pop-up da Zaha Hadid Gallery, em Nova Iorque, será aberta ao público amanhã, 8 de novembro, e prolonga-se até dezembro de 2018.

Sem mais artigos