Chegados a Portugal, vêm para ficar e em grande estilo.

Fotografias: José Manuel Ferrão

Acabados de chegar ao nosso País, um casal estrangeiro e filhas escolheram a vista mar para criarem uma nova casa.

A família desenhou e desenvolveu o projeto de sonho, com a ajuda de Gracinha Viterbo, sempre tendo em mente o que o cliente lhe pediu: um lugar bonito, contemporâneo mas confortável.

Inspirada nos vários tons de azul que o mar adquire em dias de bom ou mau tempo, Gracinha desenhou o look total desta casa, sempre com cuidado nos detalhes, sem alterar a estrutura da casa, mas criando apenas um projeto de iluminação mais adequado à logística de espaço!

Na sala de estar e de jantar, que é estreita e comprida, “resolvi marcar a verticalidade de casa com duas chapas lindas de mármore, com moldura discreta em bronze, e foi uma ótima solução para equilibrar a forma da sala versus a marcação de casa em zona de estar e jantar”, diz.

josemanuelferrao_013

Para distinguir ainda mais estes espaços, ainda espelhou dois sofás um contra o outro, para sublinhar esta zona de estar intermédia. Ambos os sofás da sala foram desenhados pela designer que, para além de peças com a sua assinatura, se apoiou muito em marcas em que confia, como é o caso da Meridiani ou Guax.

Também na zona da sala de estar, os pormenores, a disposição e tipo de peças marcaram a funcionalidade do espaço. “Não queria pôr um lustre neste espaço, não ia ficar bem; então marquei o oval da mesa com focos bonitos, o que funciona sempre bem nestes casos”, sublinha a designer.

A luz natural, fortalecida pelos reflexos do mar, é outro elemento fundamental, que enaltece cada peça colocada no espaço. Em termos de tons, a paleta da sala é maioritariamente neutra, mas com vários apontamentos de texturas, padrões e realces discretos de cor.

O quarto principal é a divisão mais original, por ser completamente forrado com painéis de tecido da Designers Guild. Aqui a designer dá uma dica importante: “Casa alta, candeeiros extra large, para criar uma sensação de amplitude”, um toque que usou nesta casa e que aconselha a todos.

josemanuelferrao_015

Nas janelas, os estores de tecido são iguais aos da sala, porque a varanda é a mesma, e a ideia é fazer uma ligação de um espaço para o outro. Estas foram inspiradas na paisagem das dunas de areia e, ao mexer estes painéis de um lado para o outro, as formas nunca ficam iguais, quase como escultural, vai mudando também o desenho das cortinas. “Resultou muito bem”, afirma Gracinha!

No escritório, tanto a secretária com prateleiras e tiras de ferro e cobre, como os armários em macassar brilhante, foram desenhados pelo atelier Viterbo.

O tapete Rug Company, com desenho de mármore, dramatiza o espaço e traz conforto ao eco das várias madeiras utilizadas.

No quarto da filha mais nova, “dividi, como costumo, em ações para organizar a cabeça das crianças: zona de sonhar, zona de criar/brincar, zona de refletir/ler”, diz a designer, que ainda acrescenta, “o desenho do urso para mim evoca o mundo fabuloso da imaginação das crianças e os balões, que são candeeiros, são lindos e leves! A casinha, onde ela pode dormir a sesta ou ler, é só dela dentro da sua própria casa”.

O quarto da filha mais velha é suave, em verde celadon, com toques nude e lilás, tudo feito à volta da tapeçaria da oficina 566, nos mesmos tons, que foi feita exclusivamente para este quarto.

josemanuelferrao_009

A família adora cozinhar e por isso a cozinha também foi importante para este projeto, tendo sido desenhada a ilha com arrumação organizada e integrado as cerâmicas Bordalo Pinheiro para fazer a ponte com Portugal. “Um dos meus espaços preferidos é o mais pequeno, o lavabo de visitas, todo em mármore e com uns candeeiros suspensos em vidro murano muito originais”, finaliza Gracinha Viterbo. A casa que acolhe o casal de estrangeiros ganhou assim uma nova vida, mais clean e contemporânea e cheia de detalhes originais!

josemanuelferrao_020

Sem mais artigos