Uma experiência única para todos os hóspedes que gostam de dormir com História, pela mão do Mason Studio, em Toronto (Canadá).

FOTOGRAFIA: Naomi Finlay


O The Saint George Hotel, o único hotel da cadeia Kimpton que opera no Canadá, combina o design de interiores com uma narrativa de orgulho local, herança diversificada e cultura contemporânea para criar uma experiência de alojamento que celebra a história de Toronto.

O hotel de 14 andares integra elementos da cultura e da personalidade da cidade, oferecendo aos hóspedes uma visão distinta de lugar. A experiência de ser um hóspede no seu próprio apartamento, bem equipado. Com 188 quartos, incluindo 20 suítes, uma Suíte Presidencial, um ginásio, espaço para reuniões e eventos, o Hotel oferece alojamento exclusivo num ambiente de bairro.

Para os hóspedes, a experiência inicial com o hotel começa logo com o toldo de madeira preta, no exterior, que dá a necessária sombra à entrada principal. O toldo é pontuado por pequenos alfinetes, com as letras que formam a palavra Kimpton, em braille. A iluminação é um aceno subtil aos icónicos letreiros que outrora ocupavam o bairro.

O elemento visualmente mais impressionante no exterior é o mural pintado à mão, à altura de 10 andares, na fachada oeste do edifício. O Mason Studio encomendou ao conhecido artista de rua BirdO o pássaro geométrico, surreal, que continua a narrativa da experiência interior para o exterior.

Após a entrada, a área de recepção tem uma mesa de mármore emoldurada com arcos de madeira, com um mural pintado à mão de uma cena inspirada em Toronto. Adjacente à recepção está o lounge, projetado como uma sala de estar. O espaço engloba uma coleção de móveis, obras de arte, iluminação e objetos sob medida, muitosdeles criados por fabricantes locais que continuam a contar a história da cultura e do design locais.

Um lounge de 400 metros quadrados, situado no piso principal, do lado de fora da sala de reuniões, exibe  tons mais escuros e saturados, para transmitir uma sensação de intimidade. Um bar personalizado e área de bebidas oferecem a oportunidade aos hóspedes de relaxarem antes de entrarem na sala de reuniões. O espaço para reuniões adjacente, o Peregrine Room, é, por contraste, claro e espaçoso. A mudança de humor entre o salão e a sala de reuniões reforça o conceito das vizinhanças distintas dentro da cidade.

Nos pisos dos quartos, a coleção de fotografias a preto-e-branco vintage, de pequeno formato e originais, reproduz as férias de um casal em Toronto, e está à entrada de cada habitação. Estas imagens contam uma história íntima dos primeiros turistas do período pós-guerra descobrindo a cidade.

As suítes são uma continuação do aceno nostálgico à herança do bairro. Os quartos foram projetados com uma abordagem residencial, abrigando uma coleção de arte e móveis e iluminação personalizados que aparentemente foram sendo guardados ao longo do tempo.

Cada elemento das suítes foi cuidadosamente projetado para oferecer aos hóspedes uma experiência paralela a um apartamento bem equipado no bairro, oferecendo  uma alternativa às acomodações de hotel mais tradicionais.

7
C3 House by Barclay and Crousse. Para começar a semana só com boas ideias (sonhar comanda a vida e no que nos diz respeito é uma boa ideia sonhar com momentos assim...) Via @meetmyproject | fotografia @estudiopalma

#barclayandcrousse #outdoordesign #outsoorfurniture #mobiliarioexterior #bythepool #landscape_hunter #architectures #archilovers #architektur #architecture #architect #dreamhouse #archproject
2
Linda, a cozinha que serviu de teaser à nossa mais recente edição da #revista_urbana, nas bancas, e que não conseguimos deixar de admirar... e sonhar com uma assim, com vista de mar - living by the sea é a sua assinatura. A N_Elle da Cesar Cucine só podia ser designed in #Italy

@cesarkitchens

#cesarcucine #kitchenswelove #kitchendesign #livingbythesea #kitchenwithaview #monolithic #freedom #espacocozinha #cozinhadesign #design #designlife #interiordesign #draw
Sem mais artigos