O restaurante Prado assenta a sua cozinha no conceito ‘farm-to-table’ e junta a frescura do menu à do ambiente, verde, moderno e internacional. Fica em Lisboa.

O espaço, alvo de reabilitação, tem cerca de 200m2 e é composto pela cozinha, a zona de copa, o bar, a sala de refeições, garrafeira e um pátio exterior. O projeto do restaurante integra o plano de reabilitação de uma frente de quarteirão na zona da Sé, em Lisboa, onde antes existia uma fábrica conserveira devoluta. Por se tratar deste tipo de indústria, e em boa parte inspirados pelo ambiente da mesma, os proprietários decidiram aproveitar o ‘clima’ fabril, nomeadamente o sistema de roldanas, muito marcante, que no Prado está coberto de vegetação, dando origem ao conceito ‘farm-to-table’.

O projeto de arquitetura de interiores pertence ao Arkstudio, sediado em Lisboa e com vários trabalhos nas áreas residencial e comercial, que tão bem soube respeitar a ideia inicial dos clientes, e basear todo o conceito, escolhas funcionais e estéticas em torno do sistema das roldanas. A este foram associados os conceitos da memória, do natural, do industrial e do contemporâneo.

Prado 2

“Esteticamente, privilegiamos os ambientes de caráter industrial, combinados com elementos e cores suaves inspiradas na natureza. Muitos dos materiais utilizados existiam no lugar, como a pedra Lioz, aos quais conferimos novas formas, funções, associando à madeira, ao ferro, à chapa metálica”, referem.

Iluminação natural e artificial, dignas de uma atenção particular, convivem sem conflitos, sendo que se pretendeu preservar algum intimismo num espaço que guarde as referências da sua anterior função, a fabril, mas de uma forma refrescante, optando-se, por isso, por peças distintas e minimalistas, que parecem levitar no espaço de um modo subtil.

Com um visual muito internacional — o Prado poderia estar no circuito dos restaurantes mais hip de Amesterdão, Antuérpia ou outra Nova Iorque —, aqui não se menospreza, pelo contrário, o que é local. Foram utilizados, como tal, peças de mobiliário e elementos decorativos que refletem esta intenção. Boa parte do mobiliário fixo foi desenhado pelo Arkstudio, em parceria com a arquiteta e proprietária do restaurante, Marta Fonseca, e estabeleceram-se várias parcerias com artesãos e marcas nacionais, conjugadas harmoniosamente com peças de design nórdico contemporâneo.

Prado

DA HORTA PARA O PRATO

O Chef é António Galapito, de 26 anos, que regressou de Londres especialmente para abrir este restaurante onde a partir da cozinha põe em prática o conceito ‘farm-to-table’. António inclui no seu percurso profissional alguns restaurantes de renome, salientando-se ‘The Corner Room’ (ambos de Nuno Mendes), ‘Lyle’s’, de James Lowe, e ‘Taberna do Mercado’, também de Nuno Mendes.

No Prado toda a carta depende da sazonalidade e disponibilidade dos produtos (os orgânicos e os produzidos localmente). O menu não é fixo e varia todos os dias, chegando, por vezes, no mesmo dia,
a mudar do almoço para o jantar. Além do menu, a carta de vinhos propõe referências biológicas, naturais e biodinâmicas, sendo que cerca 80% é de produção nacional.

No Prado recorre-se a vários fornecedores plenamente enquadrados com o conceito. São bom exemplo disso a Fábrica Coffee Roasters, que fornece o café, bem como as cervejas, exclusivamente artesanais. Nota de destaque, ainda, para a seleção e promoção de alguns pequenos produtores nacionais, como a Sul Bags, que fez os aventais da equipa de sala e cozinha, a Anna Morgado, que desenvolveu toda a linha de serviço de mesa exclusiva para o Prado ou os guardanapos, feitos pelo ateliê Bicla. Importa ainda salientar a grelha de 1,20m de altura, alimentada a madeira de oliveira e vinha, para grelhados com sabor especial, e a melhor preservação da frescura dos ingredientes usados. O restaurante Prado está associado ao apart-hotel-boutique The Lisboans, e ainda a uma mercearia tradicional com o mesmo nome do restaurante.

CONTACTOS

Fechado às segundas e terças
Reservas obrigatórias para grupos com mais de 6 pessoas
Tel.: +351 210 534 649
[email protected]
Travessa das Pedras Negras, 2, Lisboa

Pradorestaurante

Sem mais artigos